Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Artigos

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Gays, Lésbicas, Bis, Transgêneros e o Marxismo


Se este artigo desagradar alguém, desculpe-me. Ele foi inspirado no mais inusitado dos discursos acontecidos na ferrenha disputa eleitoral americana. Zell Miller, Senador DEMOCRATA pelo Estado da Geórgia, assim falou sobre o candidato REPUBLICANO: “Minha família é mais importante que o meu partido. Existe apenas um homem em quem eu posso confiar o futuro de minha família, o nome dele é George W. Bush”.

Polemizou-se o argumento errado. O pior da candidata do PT não é seu apoio incondicional à plataforma GLBT. O artigo escrito por Raphael Teixeira destaca apenas alguns pontos da proposta petista para este segmento. Quem tiver estômago para acessar um site gay hospedado no portal UOL, poderá ver, na íntegra, todas as propostas apresentadas à candidata e aceitas incondicionalmente. O endereço é http://gonline.uol.com.br/livre/eleicoes_2004/plataforma_glbt_2004.shtml.

Foi bom Raphael ter disponibilizado essas informações. Quero, agora, chamar a atenção para algo que não vem merecendo a devida atenção.

O pior na candidatura de Luizianne são os valores que norteiam sua ideologia, sua vida. À revista VEJA Luizianne Lins apresentou-se como "marxista e esotérica". O jornalista não entendeu. Eu entendi e explico.
A parte mais fácil de explicar é que Luizianne seja marxista. Marxismo é o sistema das teorias filosóficas, econômicas e políticas engendradas por Karl Marx. São subproduto do Marxismo movimentos como o Comunismo e o Bolchevismo. Dois dos sistemas políticos que mais vítimas fizeram em toda a história da humanidade.

A parte confusa é quando Luizianne se apresenta como Esotérica. Para entendê-la precisamos conhecer um pouco mais as raízes do Marxismo. Não pensem que Karl Marx criou sua teoria do nada. Ele teve mentores. Para a história passou a idéia Karl Marx e Friedrich Engels foram os mentores do Comunismo. O pensador Huascar Terra do Valle diz que pensar desta forma é engano. Para ele, Marx e Engels foram apenas os lançadores do comunismo. Isso se deu em 1848, com o famoso manifesto escrito por Marx e baseado em um rascunho de Engels.

Só que o comunismo nasceu antes disso. Seu verdadeiro criador foi o quase desconhecido Moses Hess, guru tanto de Marx quanto de Engels, que os converteu, separadamente, ao novo credo.

Leia o que Terra do Valle escreveu sobre isso: "Moses Hess é o pseudônimo de Moritz Hess, um judeu apóstata, que nasceu em 1812 e morreu 1875. Bastante conhecido entre o grupo chamado 'os jovens hegelianos' foi um dos primeiros a admitir ser um comunista. Ele representou em Paris, de 1842 a 1843, o jornal radical Rheinische Zeitung (Gazeta do Reno), quando conheceu primeiro Karl Marx e, depois, Friedrich Engels. Depois de doutrinados por Hess, Marx e Engels, após muitos entendimentos, lançaram o Manifesto Comunista.
Segundo o pastor romeno Richard Wurmbrand, prisioneiro dos comunistas por quatorze anos, autor de vários livros, Moses Hess, antes de proclamar-se comunista, praticava ritos satânicos, particularmente a Missa Negra ('Marx & Satan', Living Sacrifice Book Co;1986, ISBN: 0891073795).

Pouquíssimas pessoas conhecem a importantíssima influência satânica de Moses Hess sobre Marx e Engels. Segundo o pastor Wurmbrand, ambos, antes de estudarem economia, iniciaram-se nos mistérios do satanismo, por meio de Moses Hess. Depois, se conheceram em Paris e iniciaram uma associação duradoura, que viria a mudar o mundo e fazer do Século XX o mais sangrento e conturbado de toda a História da Humanidade".

Vendo a origem do Comunismo sob essa ótica, não dá para desassociar as implicações espirituais embutidas em qualquer processo eleitoral onde se apresentem candidatos simpatizantes desse corrente, e incluo aí toda vertente política da Esquerda. Há um total comprometimento de muitas de suas lideranças com as forças demoníacas, mesmo que essas venham dissimuladas sob o manto dos chamados "movimentos culturais". Dou-lhes dois exemplos.

O prefeito petista de Belo Horizonte inaugurou uma obra pública e, inacreditavelmente, fez dentro da mesma uma espécie de altar a um demônio conhecido como JAVNA. Segundo o esoterismo, Javna é o guardião dos portões dos infernos, que, segundo a lenda, durante uma semana por ano, rouba dos jovens a energia vital para garantir sua imortalidade. O que disseram os crentes mineiros que votaram no PT?

O outro exemplo aconteceu em Fortaleza. Um pastor evangélico solicitou espaço no Centro Cultural Dragão do Mar para poder realizar um festival de música Gospel. Dado as atividades realizadas naquele complexo cultural, o festival seria facilmente viabilizado se ali não estivesse presente um componente ideológico religioso. A cúpula simpática ao marxismo que dirige aquela instituição disse não. Tratava-se de uma manifestação religiosa e aquele local não era destinado a esse tipo de espetáculo.

Duas semanas depois, relata o pastor, o Centro Dragão do Mar apresentou, com apoio cultural e tudo, o "Balé dos Orixás". Instigado a falar sobre, a cúpula draconiana respondeu que aquilo era cultura. Surpresa nenhuma para quem conhece os regimes marxistas. Em Cuba, por exemplo, o único culto que tem livre expressão é a "Santeria", uma religião conhecida no Brasil por Umbanda.

Ser "marxista" e "esotérico" é perfeitamente congruente, portanto. Terra do Valle relata que o Pastor Wurmbrand definiu o Comunismo como uma "fachada para o Satanismo". Para Wurmbrand, se fizermos uma exegese das teorias de Marx encontraremos, facilmente, elementos demoníacos em todas as suas correntes, mesmo que elas se apresentem com nomes garbosos como "luta de classes", "mais valia", "materialismo histórico", "ditadura do proletariado", "justiça social" ou "estado final de perfeito comunismo".

"Na prática, como autêntico regime satânico, que adora o mal e não o bem, o comunismo representou o regime mais cruel e retrógrado de toda a história da humanidade, responsável pela tortura e morte de quase duzentos milhões de pessoas no século passado, além de retumbante fracasso financeiro e destruição do ambiente em dezenas de nações. O comunismo-satânico foi a maior desgraça que jamais atingiu a humanidade, embora, para enganar os trouxas, só fala em 'paz', 'justiça social' e outras mentiras", afirma Terra do Valle.

Na atual campanha política polarizamos nossas discussões em cima das propostas para o público GLBT, mas tão danoso quanto isso são outros valores que estão sendo disseminados nas salas de aula do Brasil todo. "Sob os auspícios do Ministério da Educação, o satanismo há muito chegou às salas de aula. O ensino dos valores judaico-cristãos foi substituído pelo marxismo, um disfarce do satanismo. Os grandes heróis nacionais, tais como o grande Duque de Caxias, são esquecidos, e bandidos como Lamarca, Marighela, Prestes, Olga Benário, Guevara, Fidel Castro, são exaltados".

Terra do Valle é um pensador não religioso. Profundo conhecedor dos meandros da esquerda, inclusive aqueles enraizados nos movimentos católicos brasileiros, saiu-se com uma frase que deveria incomodar os crentes que pensam em votar na candidata petista: "Não é à toa que tantos católicos estão se bandeando, cada vez mais, para denominações protestantes e evangélicas. Já que o Brasil está perdido, querem, ao menos, salvar a alma...".

Na última terça-feira aconteceu um café da manhã no Hotel Praia Centro. Lá, um grupo de Pastores e Pastoras (sic) apresentaram um manifesto de apoio à Luizianne, conforme noticiou o site da candidata (www.ptceara.org.br/noticias/texto.asp?id=486). Se esses/as evangélicos (sic) tivessem lido o Jornal O Povo de 05 de Julho de 2004, talvez tivessem atentado para algumas particularidades da candidata que vieram a apoiar. Ao falar da formação que recebeu no seu lar, Luizianne disse que foi educada "solta no vento". E que "tudo isso me ajudou a ser quem sou hoje, meio solta, sem ligar muito para normas".
Esta mesma liberdade, mesclada à influência marxista-esotérica, fez com que, conforme consta no jornal, ela "mandasse o santo matrimônio às favas". O Povo diz que a mãe de Tiê não é casada, mas sim "companheira" do ex-deputado Sérgio Novais (PSB). O bom entendedor que traduza o sentido de "companheira" nesse contexto.

Sei que este artigo será recebido das mais diferentes formas e já estou preparado para a avalanche de observações que receberei. Não quero, com essas linhas, dizer que o opositor de Luizianne seja, como ele diz, "o melhor para Fortaleza". Menos ruim, seguramente.

Se desagradar alguém, desculpe-me. Fui inspirado pelo mais inusitado dos discursos acontecidos na ferrenha disputa eleitoral americana. Lá, como cá, Esquerda e Direita estão polarizadas. As propostas do Democrata John Kerry lembram, em quase tudo, a plataforma marxista mundial. Já o Republicano George Bush vai à contramão. E foi dos lábios de um DEMOCRATA, o Senador pela Geórgia, Zell Miller, que saiu esta pérola: "Minha família é mais importante que o meu partido. Existe apenas um homem em quem eu posso confiar o futuro de minha família, o nome dele é George W. Bush".

Meu compromisso em compartilhar o que tenho pesquisado é mais importante que minhas relações pessoais. Calar é quase consentir. Minha mente e coração estão atentos ao que se passa ao meu redor. E é um imperativo bíblico que devemos "guardar nosso coração" (Provérbios 4.23) e preservar nossas mentes. Porque "assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia", assim também devemos evitar que "nossas mentes sejam corrompidas" (conforme 2 Coríntios 11.3). Aliás, aqui vai uma curiosidade: a primeira vez que Luizianne Lins participou de uma eleição foi como candidata à Presidência do Centro Acadêmico Tristão de Athaíde. O nome da chapa? "Corações e Mentes".


A íntegra do artigo de Huascar Terra do Valle pode ser acessada no endereço www.midiasemmascara.org/artigo.php?sid=2704

Roberto Santos


2004-10-25 00:00:00

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330