Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Artigos

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


O NATAL CRISTÃO E O HANUKKAH JUDAICO

www.cristoevida.com


hanukiah

- Hanukiah –

O Candelabro de Nove Hastes usado para celebrar a Festa de Hanukkah

 

O Natal e o Hanukkah em 2016 caíram no mesmo dia!

Mas, o que tem haver o Natal e a Festa de Hanukkah, a Festa das Luzes?

Muitas celebrações de Hanukkah começam na escuridão completa, então a luz de uma vela – a primeira vela de Hanukkah– rompe a escuridão, e então –mais velas e mais luzes–. É muito bonito e impressionante!  E esta é certamente a esmagadora sensação que se tem durante estas celebrações: A luz veio para vencer as trevas.

 

Jesus Celebrou o Hanukkah

Lemos no Evangelho de João 10:22-23:

“E em Jerusalém havia a Festa da Dedicação, e era inverno. E Jesus entrou no templo no pórtico de Salomão”.

 O que é esta “Festa da Dedicação” no inverno?

Ela não é mencionada em Levítico 23, onde todas as festas bíblicas são descritas e seu cumprimento é um mandamento. Então, o que Jesus comemorou no Templo?

Naturalmente, João está se referindo ao Hanukkah (termo Hebraico para dedicação: חֲנוּכָּה ). A história do Hanukkah está preservada nos livros dos Macabeus. No entanto, esses livros não são parte do Tanach (Bíblia Hebraica), e, portanto, surpreendentemente, encontramos a menção mais clara do Hanukkah na Bíblia, no Novo Testamento. Yeshua não somente celebrou o Hanukkah, mas Ele o celebrou no mesmo Templo que tinha sido miraculosamente rededicado pelos Macabeus apenas algumas gerações antes.

 

A Festa de Hanukkar e a Celebração do Natal

Neste sentido, não se pode perder a conexão entre o Hanukkah e o Natal.

O Natal é uma celebração da verdadeira Luz vinda ao mundo. Uma coisa que me parece absolutamente incrível sobre o Natal, é o fato de que isso acontece na época mais escura do ano (no hemisfério norte, onde fica Israel). Isto é tão bonito e simbólico: Na hora mais escura do mundo, a luz vem. E o mesmo é verdade sobre o Hanukkah: BANU CHOSHEKCH LEGARESH – A luz vem ao mundo, e a escuridão não pode vencê-la.

 

A História do Hanukkah

O Hanukkah comemora a rededicação do Templo em Jerusalém na época da revolta dos Macabeus contra o Império Selêucida.

Aconteceu no século II A.C –o período intertestamental– é por isso que o  Hanukkah não é mencionado no Antigo Testamento.

O povo Judeu estava então vivendo sob a opressão do Rei Antíoco IV e das práticas pagãs helenísticas. A dinastia Síria dos Selêucidas exigia uma plena assimilação em todos os aspectos da vida: linguagem, artes, estilo de vida – tudo devia conformar-se ao modo de vida Grego. Antíoco promulgou uma série de severos decretos contra os Judeus. A adoração Judaica foi proibida; os pergaminhos da Lei foram confiscados e queimados; o descanso do Sábado, a circuncisão e as leis dietéticas foram proibidas sob pena de morte. Antíoco em 164 A.C profanou o Templo!

 

Perseguição

Os homens de Antíoco foram de cidade em cidade e de aldeia em aldeia para forçar os habitantes a adorarem deuses pagãos. Um dia chegaram à aldeia de Modiin, onde morava um velho sacerdote, Mattityahu. Lá construíram um altar e exigiram que Mattityahu oferecesse sacrifícios aos deuses Gregos. Mattityahu respondeu: “Eu, meus filhos e meus irmãos permaneceremos leais à aliança que nosso D’us fez com nossos pais!”. Depois disso, Mattityahu deixou a aldeia de Modiin e fugiu, juntamente com seus filhos, para os morros da Judéia e todos os Judeus leais e corajosos se juntaram a eles. Assim, o levante começou. Após a morte de Mattityahu, seu filho Judá tornou-se líder. Judá foi chamado “Macabeu” –uma palavra composta pelas letras iniciais das quatro palavras Hebraicas– Mi Kamocha Ba’eilim Hashem, “Quem é como tu, Ó SENHOR?” –e, portanto, ela é chamada de Revolta dos Macabeus. Realisticamente, os Macabeus não tinham absolutamente nenhuma chance de vencer. O exército Sírio consistia em mais de 40.000 homens –era outro cenário de Davi vs. Golias.

Mas, como na história de Davi, Deus realizou um milagre, e depois de uma série de batalhas, a guerra foi ganha.

 

 

PURIFICAÇÃO E RE-DEDICAÇÃO DO TEMPLO

Quando os Macabeus, milagrosamente, reconquistaram o Templo, eles tiveram que limpá-lo e restaurá-lo. Eles entraram no Templo e retiraram os ídolos colocados ali pelos Sírios. Eles queriam acender a Menorá, como está ordenado na Torá:

Mande que os filhos de Israel tragam azeite de oliva puro e refinado, para alimentar continuamente a lâmpada” - Êxodo 27:20

 No entanto, de acordo com o Talmud, eles encontraram apenas um único frasco de óleo imaculado, e que era apenas o suficiente para durar um único dia. Tomando um salto de fé, eles reacenderam a Menorá e por um milagre de Deus, ela continuou a queimar por oito dias, até que novo óleo foi disponibilizado. Em memória disso, foi estabelecido o Hanukkah, uma celebração de oito dias. A cada dia um braço adicional da Hanukkiah de nove braços é iluminado com o SHAMASH (vela de ajuda), que fica no braço do meio.

 

A Luz Brilha na Escuridão

Essa é a história tradicional –mas há algo mais para se tomar conhecimento:

Muitas pessoas não percebem que os Macabeus não tinham conquistado sua independência quando proclamaram o Festival de Hanukkah. Antíoco ainda era seu governante, e as tropas Sírias ainda ocupavam Eretz Yisrael e até mesmo a maior parte de Jerusalém. A luz do primeiro Hanukkah realmente brilhou no meio da escuridão.

 

A Verdadeira Luz é Jesus

Isso nos lembra as palavras de João sobre Jesus , o Yeshua:

“A luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram apaga-la” – João 1:15.

A Luz de Jesus também veio em um momento de escuridão e opressão estrangeira; a mão de Roma pesava sobre Israel, a nação mal podia suportar esse jugo opressivo. Não admira que todos esperassem por pelo Messias, o Libertador e Salvador!

Nesse sentido, a luz de Hanukkah, brilhando na escuridão, profeticamente previu esta Luz do Messias.

 

Celebrações!

Assim, podemos dizer que ambas as celebrações, o Hanukkah e o Natal, olham para o mesmo Messias, mas a partir de duas perspectivas diferentes: o Hanukkah profetizou Sua Luz antes que Ele veio; o Natal celebra Sua Luz depois que Ele veio.

Feliz Natal e Feliz Hanukkah para todos!

Que nossos corações e nossas casas se encham com a verdadeira Luz que é Jesus, o Cristo! O Yeshua HaMashiah de Israel


Pr. José Nogueira


04/01/2017

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330