Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Artigos

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Quando Deus Usa o Sofrimento

Isaías 50:1-11


COMO O SENHOR PODE USAR O SOFRIMENTO

Isaías 50

São apenas 11 versículos que compõem o Capítulo 50 de Isaías. O profeta é usado como instrumento do SENHOR Deus para revelar a natureza da vinda do Messias. Este capítulo, na verdade, é uma apresentação da grande revelação que se dará no Capítulo 53, quando será apresentado finalmente com todas as letras "O Servo Sofredor". Aqui, por enquanto, a revelação mostra o Messias contendendo com o povo de Israel e antecipando seu sofrimento e fidelidade.

O Ungido do SENHOR Deus é a figura central da profecia. Durante a história, os escribas têm denominado este capítulo de "o Servo do Senhor ultrajado e socorrido". É verdade. Sua descrição aponta diretamente para um homem que viria. Seria totalmente fiel ao SENHOR Deus. Sofreria rejeição, escárnio e dores físicas. Falaria da parte de Deus. Mas, o povo de Deus não lhe daria ouvidos. Contudo, ele completaria sua missão. A descrição aponta nitidamente para Jesus, o Messias de Israel.
As descrições em forma de figuras vão-nos transmitindo muitas facetas da missão messiânica:

1 – "Por que razão, quando eu vim, ninguém apareceu?" (Vs. 2). Ele foi ignorado pelo Seu próprio povo. "Veio para o que era Seu, mas os Seus não O receberam" (João 1:11).

2 – "O SENHOR Deus me deu língua de eruditos" (Vs. 4). A precocidade de Jesus foi causa de espanto, no Templo de Jerusalém, quando Jesus, ainda garoto, maravilhou os doutores da Lei com a Sua sabedoria do alto.

3 - "Ofereci as costas aos que me feriam, e as faces aos que me arrancavam os cabelos; não escondi o meu rosto dos que me afrontavam e me cuspiam" (Vs. 6). No Evangelho de Marcos, em 14:65, há o registro de que tudo isso se cumpriu literalmente na paixão de Cristo.
A partir do versículo 7, a ênfase da missão messiânica é mudada. Da descrição dos sofrimentos do Messias, vamos agora para o conhecimento da resolução do Messias em cumprir o plano de Deus. A rejeição, o sofrimento e a morte do Ungido estão nos planos do Altíssimo para a remissão do povo. Deus vai usar o sofrimento do Seu Messias de forma vicária (substitutiva). Ele será o sacrifício de Deus prol do povo. A firmeza de Jesus é vista profeticamente 700 anos antes de seu cumprimento:

"Porque o SENHOR Deus me ajudou;
pelo que não me senti envergonhado;
por isso fiz o meu rosto como um seixo,
e sei que não serei envergonhado."

Isaías 50:7

A melhor explicação do que Deus sentiu ao enviar-Se ao mundo como sacrifício expiatório está no Capítulo 53 do próprio Isaías. Em Isaías 53:10 é dito que: "Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do SENHOR prosperará nas suas mãos". Deus usou Seu próprio sofrimento para a salvação do homem perdido. Isto Lhe foi agradável, pois redundou na minha salvação, talvez na sua também (se você confiar).

Este conceito de usar o sofrimento de alguém a favor de outros, como sendo algo agradável a Deus e que Ele Se utiliza disso na realização de Seu plano, é visto em 1 Pedro 2:20. O apóstolo Pedro ensina que é agradável a Deus o nosso padecimento, não no sentido de que Se satisfaça Ele da dor ou do sofrimento por que passamos, mas de que o Deus se agrada de nós, quando sofremos alguma dificuldade em função de nossa fidelidade a Ele: "Porque é agradável que alguém, por causa da consciência para com Deus, suporte tristezas, padecendo injustamente... [pois, que glória haverá em sofrer quando fizemos por onde? Falhamos e por isso a conseqüência negativa. Nenhuma glória, portanto). "... Mas se, quando fazeis o bem e sois afligidos, o sofreis com paciência, isso é agradável a Deus."
E Pedro vai além. Ele apanha o exemplo do Messias e diz: "Cristo padeceu por vós... ele não cometeu pecado... foi injuriado... padeceu ameaças...", e conclui de forma tremendamente dramática para nós: - "E, pelas suas feridas, fomos sarados". Ou seja, foi Ele que sofreu para que eu e você vivêssemos.

Realmente, Deus usa o sofrimento da fidelidade dos Seus servos!


Pr. José Nogueira


2006-01-08 00:00:00

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330