Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Artigos

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Joel, o Dia do SENHOR está perto! Parte IV

Joel 2:12-13


IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA

Mensagem – Dia 16/05/2010 - PARTE IV

 JOEL - O Dia do SENHOR está perto! (IV)

 

“Multidões, multidões no Vale da Decisão; porque o Dia do SENHOR está perto, no Vale da Decisão. (Joel 3:14)

Profeta Joel

Estátua do Profeta Joel – em Quiriate-Jearim, Israel – Foto: Pr. J. Nogueira

"Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto."

"E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus; porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade, e Se arrepende do mal"

(Joel 2:12 e 13)

Um Exercício Espiritual Esquecido – 2:12-13

Como vimos no estudo anterior, Joel começa com a mensagem que o SENHOR reina sobre o Seu povo, por isso Ele tem poder e autoridade para disciplinar os Seus servos.

Vamos relembrar o esboço de Joel:

I – O Governo do SENHOR – 1:1 – 20;

II – A Guerra do SENHOR – 2:1 – 11;

III – A Graça do SENHOR – 2:12 – 17;

IV – A Grandeza do SENHOR – 2:18 – 32;

V – O Grande Dia do SENHOR – 3:1 – 21

No estudo anterior, vimos a Guerra do SENHOR, em 2:1-11, quando percorremos os três cumprimentos proféticos do DIA DO SENHOR:

1 – Cumprimento Imediato: Refere-se à Praga de Gafanhotos, no Século IX a.C. e que destruiu a economia de Israel, transtornou a terra e abalou as pessoas.

2 – Cumprimento Remoto: Refere-se à Invasão Assíria’ (que em 722 a.C. destruiu o Reino de Israel, com sua capital Samaria), e à Invasão Babilônica’ (que em 586 a.C. destruiu Jerusalém, esfacelando do Reino de Judá).

3 – Cumprimento Remotíssimo: Refere-se ao Dia do SENHOR, descrito em Apocalipse como a Grande Tribulação (Apocalipse 6 a 19). Para Israel é o Dia da Angústia de Jacó (Jeremias 30:6-9). Para os gentios incrédulos, que têm rejeitado a salvação de Deus, é o Dia da Vingança de Deus (2 Tessalonicenses 1:7-8).

No estudo da Guerra do SENHOR, em 2:1-11, conhecemos três itens dessa guerra:

I – O Alarme da Guerra – Vs. 1

II – A Descrição da Guerra – Vs. 2 a 9

III – O Comandante da Guerra – Vs. 10 e 11

Mas, antes de entrarmos, na Graça do SENHOR, conforme revelada nos versos 12 a 17, vamos nos deter um pouco nos versículos 12 e 13:

"Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto.

E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus; porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade, e Se arrepende do mal"

E vamos refletir um pouco sobre o Jejum Bíblico, essa prática espiritual que está sendo esquecida pelos crentes do Século XXI.

O que é jejum?

Convém inicialmente dizer o que não é:

- Não é dieta para emagrecer (mas também não faz mal à saúde). Mas, deve-se ter cautela quando se está em tratamento médico. E deve ser feito na medida de nossa fé, sempre começando aos poucos e ir progredindo conforme a nossa própria experiência.

- Também não é sacrifício espiritual ou um meio de barganhar com Deus, impondo-se um auto-flagelo a fim de ganhar ou merecer alguma coisa.

Jejum é uma prática espiritual cristã e bíblica, como a oração e os atos de bondade – veja Mateus 6.

Jejum é abstinência deliberada de alimento com o propósito específico de consagrar-se ao SENHOR, buscando-O prioritariamente. Logo, jejuar é feito para Deus , com um coração quebrantado, diante de uma situação em que se reconhece que somente Deus pode fazer ou responder.

Há dois tipos de jejum:

1 – Particular: Dessa forma é secreto, a fim de não correr o risco de fazer para os homens – Mateus 6:16-18.

2 – Coletivo: Quando numa situação angustiante, há uma convocação para que todo o povo de Deus jejue em unidade e unanimidade de propósito – Joel 1:13-14 e 2:12-13.

John Pipper, em "Fome de Deus", mostra que devemos comer para a glória de Deus e jejuar também para a glória (1 Coríntios 10:31). Ele explica que quando comemos, nos alimentamos do pão da terra; mas, quando jejuamos, nos alimentamos do Pão do Céu!

É lamentável que uma geração tenha apreciado tanto o pão terreno, mas que tenha perdido o gosto e o apetite pelo Pão Celestial.

Jejum satisfaz a fome espiritual, e bem-aventurado é o espírito que tem fome e sede de Deus – Salmo 42:1-2 e 63:1-8.

O jejum bíblico é, acima de tudo, uma questão de amor, fé e prioridade.

1 – Amor: Trata-se de uma dedicação exclusiva, uma consagração ao Amado Noivo, Jesus Cristo, em uma absoluta e total entrega.

2 – Fé: Porque "sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam" – Hebreus 11:6.

3 – Prioridade: É uma questão de quando nosso AMOR e nossa FÉ se tornam PRIORITÁRIOS, mais importantes do que dinheiro, sexo, comida, auto-satisfação, comodismo, etc.

É por isso que o SENHOR Deus nos convida em Isaías 55:1 a 3 para irmos até Ele e beber de graça de Sua fonte de vida inesgotável e completamente saciadora.

Momentos importantes na redenção começaram com JEJUM:

1 – Moisés, no recebimento da Lei – Êxodo 34:28

2 – Jesus, ao dar início ao Seu ministério – Mateus 4:1-2

Jejum precede momentos importantíssimos na vida do povo de Deus, pois revela quebrantamento, espírito contrito, uma alma compungida – Salmo 51:17 e Isaías 57:15.

JEJUM é consagração a Deus e domínio do próprio corpo, assim é uma bênção do fruto do Espírito Santo – Gálatas 5:22-25.

Jesus exemplificou isso diversas vezes:

1 – No episódio de Samaria, quando Seus discípulos Lhe trouxeram comida, e Ele falou de prioridades espirituais – João 4:31-35

2 – Quando satanás lhe tentou para que Ele transformasse pedras em pão, Ele, apesar do jejum de 40 dias, arrematou: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus" – Mateus 4:3-4.

E a Bíblia Sagrada está repleta de exemplos de homens e mulheres de Deus que buscaram e clamaram ao SENHOR como oração e jejum:

1 – Ana, em sua angústia por um filho – 1 Samuel 1:7-8

2 – Neemias, ao se inteirar da ruína material e espiritual de Jerusalém – Neemias 1:2-4

3 – Paulo, ao converter-se e preparar-se para pregar – Atos 9:8-9

4 – A liderança da igreja de Antioquia, antes de enviar seus missionários – Atos 13:1-3

5 – Paulo e Barnabé, nas novas igrejas, antes da eleição de pastores – Atos 14:23

A História do Cristianismo também se levanta com o testemunho da importância do jejum. Homens de Deus o praticaram com fé:

1 – Reformadores: Lutero, Calvino, John Knox

2 – Reavivalistas, como Jonathan Edwards (sogro de David Brained, pregador do sermão "Pecadores nas Mãos de um Deus Irado" – quando 500 pessoas se converteram, e responsável por uma descendência abençoada com 1394 descendentes abençoados).

3 – Missionários, como David Brained, que morreu aos 29 anos, era um homem que se dedicava a longos períodos de oração e jejum, e que foi usado por Deus na conversão de milhares de indos pele-vermelhas.

A História Sagrada registra como aplicação do conceito que, em momentos de necessidade, o povo de Deus jejuava:

1 – Quando lamentaram a perda da Arca da Aliança, em 1 Samuel 7:2-6

2 – Quando o piedoso rei Josafá soube da enorme coligação contra Jerusalém – 2 Crônicas 20:1-4

3 – Quando Ester soube do Decreto Real para o extermínio dos judeus, em Ester 4:14-17

(O que nós sabemos hoje, amados, sobre santa convocação de jejum?)

(O que eu e você estamos fazendo?)

4 – Quando Esdras percebeu a ruína física e espiritual de Jerusalém, em Esdras 10:6.

5 – Quando Daniel ficou pasmo diante da revelação dos Últimos Dias, em Daniel 10:1-3

Apatia é irmã da frieza, que é irmã da falta de interesse, que é irmã da falta de oração, que é irmã do descaso espiritual, que é irmã da mornidão, que é mãe da morte espiritual.

Mas, o interesse espiritual gera oração, que gera vigor, que gera amor e intimidade com Deus, que faz o sangue ferver, que gera quebrantamento espiritual, que gera jejum, que gera poder espiritual, que é a fonte da vida abundante!

Eu convido você a ser sincero consigo mesmo e com Deus:

1 – Que tipo de fé você tem exercido?

2 – Que vergonha você se contentar com a mesquinharia espiritual – Mateus 17:14-21

3 – Quando lemos em Atos 13 e 14, que, antes de decisões importantes, o povo de Deus jejuava, pergunto: qual foi a última vez em que você clamou ao SENHOR Deus antes de tomar uma decisão importante?

4 – Daniel, esperando uma resposta de Deus, jejuou por 21 dias. Hoje é diferente, não há mais necessidades tão prementes? Não! Mil vezes não!

5 – Você creu no Deus da Palavra e na Palavra de Deus?

Quando você jejua, você expressa na prática que confia em Deus e que Ele é a prioridade mesmo em sua vida!

É por isso que o Espírito Santo intima o povo de Deus que clame por Sua graça, por Sua misericórdia, por Seu poder do Alto!

"Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR:

Convertei-vos a mim de todo o vosso coração;

e isso com jejuns, e com choro, e com pranto.

E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes,

e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus;

porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se,

e grande em benignidade, e Se arrepende do mal"

Joel 2:12 e 13

 


Pr. José Nogueira


2010-05-16 00:00:00

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330