Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Artigos

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Joel, o Dia do SENHOR está perto! Parte VII

Joel 2:18-32


IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA

Mensagem – Dia 06/06/2010 - PARTE VII

 

JOEL - O Dia do SENHOR está perto! (VII)

“Multidões, multidões no Vale da Decisão; porque o Dia do SENHOR está perto, no Vale da Decisão. (Joel 3:14)

Profeta Joel

Estátua do Profeta Joel – em Quiriate-Jearim, Israel – Foto: Pr. J. Nogueira

E rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR vosso Deus; porque Ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-Se, e grande em benignidade, e Se arrepende do mal” (Joel 2:12 e 13)

 

A Grandeza do SENHOR, a Plenitude

Joel 2:18-32

         Temos lido e estudado que o povo de Deus atendeu ao chamado da graça.

         Depois da descrição do GOVERNO do SENHOR Deus, que Ele, por reinar e ser SENHOR, tem autoridade e poder para disciplinar Seus servos (Cap 1).

         A praga dos gafanhotos era o alarme da GUERRA que o SENHOR Deus estava para deflagrar contra Israel (Cap. 2).

         Mas, o SENHOR é bom!

         Estavam vindos os exércitos assírios que Deus havia levantado para ensinar e disciplinar Israel (que é outra manifestação do DIA DO SENHOR). Contudo, não precisava ser assim, por isso o SENHOR estava revelando a Sua GRAÇA e fazendo o CONVITE  para que o povo se voltasse para Ele (2:12-13). Todos foram chamados: homens, mulheres, jovens, crianças, sacerdotes. Era um chamado da graça de Deus.

         Vimos que entre os versos 17 e 18, do Cap. 2, houve arrependimento sincero do povo.  E vimos como o SENHOR os livrou do Exército do Norte, a Assíria, em Isaías 37:30-38.

         E, em 2:18 a 28, é revelado como o SENHOR restaurou as bênçãos sobre Israel. Ali está o que Deus fez em resposta ao quebrantamento do povo.

         Que lição maravilhosa: quando nos voltamos para Deus, Ele se volta para nós com graça abundante, com restituição do que a disciplina tinha levado, com bênçãos sem medidas.

         Então, o problema do povo não eram os gafanhotos, não eram os exércitos assírios. Seu problema era o pecado.

         O pecado é a calamidade de um povo. O problema deles era a solução.

         Hoje nós nos preocupamos muitos com as circunstâncias. Pensamos que nossos problemas são as circunstâncias. Mas, o problema se chama pecado, desobediência, frieza, mornidão espiritual.

         Porém, quando o povo se arrepende, busca de verdade ao SENHOR, Deus se mostra gracioso. A causa é retirada, e Deus remove as conseqüências. E faz mais do que isso: transforma, restaura, abençoa.

         É maravilhoso aprender que quando o povo busca a Deus, Deus toma para si a causa do Seu povo.

      E aquelas bênçãos de suficiência, de abundância, de alegria e de segurança eram apenas vislumbres de uma PLENITUDE graciosa que estava sendo prometida ao povo de Deus.

         Como aquelas bênçãos eram ainda vislumbres de uma grande bênção de PLENITUDE de Deus para o Seu povo?

 

Primeiro

         Vejamos que todas aquelas bênçãos  derramadas e descritas em 2:19 a 27 eram do povo de Deus. Eram, na verdade, bênçãos que eles haviam perdido por causa do pecado. O pecado foi a causa. A conseqüência do pecado foi a perda das bênçãos. Removida a causa, então é retirada a conseqüência.

         O SENHOR não lhes estava dando nada novo, apenas restaurando o que o pecado lhes tomara. Por isso é que todas essas coisas fantásticas – que muitos queriam que fosse apenas isso – são vislumbres, a entrada, de uma bênção ainda maior.

         Como ilustração de que essas eram bênçãos perdidas e que Deus lhes estava restituindo, vejamos quatro delas:

        

 1 – A satisfação da necessidade do povo – Vs. 19

 “E o Senhor, respondendo, disse ao seu povo:

Eis que vos envio o trigo, e o mosto, e o azeite, e deles sereis fartos,e vos não entregarei mais ao opróbrio entre os gentios.”

  

Deuteronômio 11:13-15

 

2 – A proteção divina – Vs. 20

 “Mas removerei para longe de vós o exército do norte,e lançá-lo-ei em uma terra seca e deserta;

a sua frente para o mar oriental,

e a sua retaguarda para o mar ocidental; e subirá o seu mau cheiro, e subirá a sua podridão;

porque fez grandes coisas.”

  

Deuteronômio 11:24-25

 

3 – A segurança de Deus quanto às calamidades – Vs. 25

 “E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto,a locusta, e o pulgão e a lagarta,o meu grande exército que enviei contra vós.

  

Levítico 26:3-6

 

4 – A bênção da presença de Deus – Vs. 26 e 27

E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do Senhor vosso Deus,que procedeu para convosco maravilhosamente;

e o meu povo nunca mais será envergonhado.

E vós sabereis que eu estou no meio de Israel,e que eu sou o Senhor vosso Deus,e que não há outro;e o meu povo nunca mais será envergonhado.

  

ð   O povo perdia a bênção da presença abençoadora de Deus todas as vezes que procediam pecaminosamente contra o SENHOR – Números 14:41-42.

ð   O sacerdote Eli aprendeu na pele essa lição – 1 Samuel 2:30-32; 4:3-6 e 21.

ð   Mas, quando o povo vive na intimidade e no agrado do SENHOR, há júbilo na presença abençoadora do SENHOR – Joel 2:26-27.

ð   Quantos se empolgam com a Copa do Mundo, com bens, com dinheiro, com diversão, não há nada de mal nisto, mas quantos têm júbilo com a presença de Deus?

ð Malaquias descreveu tristemente o que o povo de Deus sentia por seu Deus – 1:12-13.

ð   Isaías clamou para que o povo tivesse alegria no SENHOR – 64:1-4

 

Segundo

         Deus revela a fórmula de desfrutar de sua presença abençoadora e empolgante:

         1 – Voltar-se de verdade para Ele – 2:16

         Qualquer outro tipo de buscá-lO é nulo, é vão e sem sentido.

         2 – Interceder uns pelos outros – 2:17

         Deus quer todo o povo, deve ser como amor, com altruísmo.

         3 – Clamar por compaixão – 2:18

         Deve haver humilhação, reconhecimento de nossa carência, de nossas necessidades dEle. A base é a compaixão de Deus.

         4 – Orar – 2:19

         “E o SENHOR, respondendo...” quer dizer que eles pediram, clamaram, imploraram...

         Quando nos afastamos da presença abençoadora de Deus, a primeira coisa que morre é a oração.

         Quando nos voltamos para Deus, a primeira coisa que renasce é a oração.

 

Terceiro

         As bênçãos temporais eram reais, mas, acima de tudo, eram analogias das bênçãos espirituais, estas sim são fonte de vida – Efésios 1:3

         1 – Os frutos das árvores com o fruto do Espírito – Vs. 22

         2 – Chuvas com o derramar do Espírito Santo – Vs. 23

         3 – Lagares cheios com a plenitude do Espírito Santo – Vs. 24

         4 – Remoção do opróbrio com a verdadeira alegria no SENHOR – Vs. 25-26

        

         Quando Davi venceu em Ziclague, 1 Samuel 30:1 a 19?

         Ele venceu no verso 6, pois vencemos quando cremos, não quando temos.


Pr. José Nogueira


2010-06-06 00:00:00

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330