Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Koinonia
Reunião de Estudo Bíblico e Oração

O que é Moderação? Filipenses 4:5



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


KOINONIA 2005-06-07

O que é Moderação? Filipenses 4:5

Filipenses 4:5


Pr. José Nogueira


O QUE É MODERAÇÃO?

 

“Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor”

Filipenses 4:5

 

        A palavra usada pelo apóstolo Paulo neste texto é “epieikeia”. Talvez seja uma das palavras mais difíceis de ser vertida do Grego para o Português, pois não há uma palavra específica em nossa língua que possa conter todo o seu significado. É melhor o estudar o profundo conceito que ela tem e entender o que o Novo Testamento nos transmite ao usá-la.

        “Epieikeia” era usada pelos filósofos gregos, no alto desenvolvimento da ética, para expressar a moderação do reconhecer a impossibilidade de manter-se fiel a qualquer lei formal, uma vez que nem sempre ela poderá ter a provisão para todos os casos que, porventura, surjam. Em outras palavras, seria o bom senso em reconhecer que cada caso é um caso.

        William Taylor a traduziu como “moderação, bondade, justiça e doce razoabilidade”. Interessante este último sentido, não?

        M. Arnold, como “doce moderação”. J. N. Darby, como “magnanimidade”.

        A pessoa “epieikes” (moderada) é a que não é contenciosa, por não gostar de contendas, mas que tem um caráter pacífico, estando disposta a renunciar aos seus direitos afim de alcançar a paz.

        Calvino sugeriu o adjetivo “humano” para descrever o portador dessa qualidade. Aristóteles diz que o homem “epieikes” não fica de pé sobre os seus direitos, mas é perdoador e misericordioso. Este adjetivo é encontrado em 1 Timóteo 3:3; Tito 3:2; e em 1 Pedro 2:18; traduzido sempre por “cordato”.

        O contrário do “moderado” é o “akribodikaios”, que é o homem que defende seus direitos legais até o fim. Mas, o homem “epieikes” sabe que há ocasiões em que se pode abrir mão de seu direito. Ou seja, uma coisa pode estar totalmente justificada do ponto de vista legal, mas completamente errada do ponto de vista moral, no sentido mais elevado da palavra.

        A Bíblia apresenta Deus sendo “epieikes” conosco. Do ponto de vista legal, Ele deveria condenar a todos, lançando-nos no Fogo Eterno. Afinal, o salário do pecado é a morte, e, como somos pecadores, nada mais justo do que a nossa condenação sumária. Mas, Deus é gracioso (epieikes, também), e por isso nos proporciona a possibilidade da salvação através do ato misericordioso de Seu Filho, Jesus Cristo. Aliás, Jesus Cristo também é retratado como “epieikes”, em Filipenses 2:5-11.

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois Ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes a Si mesmo Se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-Se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a Si mesmo Se humilhou, tornando-Se obediente até à morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus O exaltou sobremaneira e Lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai”.

Portanto, Jesus Cristo abriu mão do Seu direito de ser Deus e de receber a justa adoração, para humildemente tornar-se homem e oferecer-se como sacrifício substitutivo para salvar os pecadores imerecedores.

        Como Deus é assim e desta forma nos trata, Ele espera que façamos. Em Mateus 18:23-35, na parábola do credor incompassivo encontramos esta lição. O servo havia recebido a “epieikeia” (o abrir mão de exercer o direito de exigir justiça) de um rei, ao ter toda a sua enorme dívida perdoada. Contudo, foi “akribodikaios” (extremamente legal e rigoroso na aplicação da lei) com quem lhe devia muito menos. Daí a sua condenação!

        Então, podemos dizer que “moderação” é uma disposição amável para com as outras pessoas, a despeito de suas falhas. Como no exemplo de Jesus Cristo, esta atitude é inspirada na confiança de que após o sofrimento que passarmos, por abrir mão de nossos direitos, virá a recompensa, pois o SENHOR Deus é fiel e justo. Porque, conforme diz o restante do verso 5, de Filipenses 4, “perto está o Senhor”. Portanto, uma atitude extremamente cristã é abrir mão de direitos, retaliação, vinganças e revanchismo, pois o SENHOR Deus é Quem defende as nossas causas e é o recompensador dos que nEle confiam e esperam! Vale a pena ser moderado!

 





Pedidos de oração:

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA KOINONIA – 06/06/2005 1 - Ações de Graça: Pelo chá de panela da Ariane e Linhares; Pelas conferências e viagem do Pr. José Nogueira, na Bahia; Pelos seminaristas do CBD: Pr. José Barbosa, Pr. Clayton e Bonifácio; Pela perseverança dos casais no Curso de Aconselhamento; Pela cirurgia bem sucedida da parenta da Claudiana; Pelos dois anos de transplante de fígado da irmã Graça Aragão; E por tantas respostas de oração – que Deus seja louvado. 2. OREMOS: Pela programação do Dia dos Enamorados (sábado); Pelo casamento da Ariane e Linhares (24/09); Pela Assembléia, 26/06; Pelo Seu Lemos (extração de sinais); e pela mãe do Pr. Luiz (D. Rita): diabética e problema nos olhos; Pela mãe da Dra. Izolda: muito resistente ao Evangelho e sofre muita influência dos outros filhos; Pela saúda da Missionária Marliene (complicações ginecológicas); Pelo novo tratamento da Simone (esposa do Nildo - do H. Jorge). 3. VAMOS INTERCEDER: Pela Dona Lourdes (quimioterapia); Pelo Jeová (problemas de circulação); Pela Margarida (resultado da biopsia e sintomas de labirintite); Pela Dona Ítala, esposa do Pr. Barbosa, dor de cabeça crônica; Pelo Roberto, filho do Alexandre, com problemas no joelho; Pelos vestibulandos da UECE; Pelos cinco crentes presos na Árabia Saudita, por pregarem a Palavra de Deus. 4. CONTINUEMOS A ORAR: Pelo resultado do julgamento (Cível) do Cláudio Filho; e do Júnior (Trabalhista); Pelo irmão do Romildo (Dr. Rubens); Pela documentação da casa as dona Graça Tabosa, junto a CEF; Pela Débora e Aline (desviadas); Pela EBJ e Pelo Celebrando a Família (em julho); e pela viagem do Luciano, a São Paulo (treinamento profissional).

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330