Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Mensagem Pastoral

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


As Bases da Fé Cristã


OS FUNDAMENTOS DA FÉ CRISTÃ O conhecido “Credo Apostólico”, que se tem o registro dele no Segundo Século da Era Cristã, sendo parte dele citado por Hipólito, por volta do ano 200 d.C., é uma prova de que muito cedo os cristãos se preocuparam em definir a teologia expressa na Bíblia Sagrada. Embora o Credo, que era uma Confissão de Fé belíssima e correta teologicamente, tenha se transformado pelo cristianismo apóstata do Catolicismo Romano em uma reza, sua Antigüidade é uma evidência da importância que os primeiros crentes deram à doutrina: “Creio em Deus, o Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra. Creio em Jesus Cristo, Seu Filho Unigênito e nosso Senhor, o qual foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, sofreu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado. Desceu ao inferno. Ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos. Subiu ao céu e assenta-se à mão direita de Deus Pai, Todo-Poderoso. Dali virá para julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na santa igreja universal, na comunhão dos santos, no perdão dos pecados, na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém”.

 

Em 1 Coríntios 15, o apóstolo Paulo definiu as bases do Cristianismo a fim de que a Igreja de Corinto não se enveredasse por doutrinas erradas.

Duas coisas são ditas preliminarmente.
A primeira está no versículo 1.
Paulo afirma que esta é a essência da fé cristã: “Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais”.
Paulo diz que vai lhes lembrar o Evangelho que ele pregou. Foi este Evangelho que foi pregado pelos apóstolos do Senhor Jesus Cristo.
E foram estas verdades essenciais que formaram os fundamentos da doutrina cristã.

A segunda declaração é contundente.
Paulo diz, no versículo 2, que não ter esta base é o mesmo que crê em vão. Desviar-se deste fundamento é o mesmo que crer em nada: “Por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão”.

E prossegue expondo esses fundamentos:

I - A VIDA DE JESUS - Vs. 3a
1 - A pré-encarnação de Jesus.
No Evangelho de João, Capítulo 1, versos 1 a 5, é dito que o Verbo (Jesus Cristo) é o mesmo Deus. Antes de torna-se homem, o Verbo era Deus. Ele é a segunda pessoa da Trindade - 2 Coríntios 13:13.
2 - A encarnação de Jesus.
“O Verbo se fez carne e habitou entre nós” (João 1:11-14). Deus se fez mais que imanente (presente em Sua criação). Na encarnação, ele fez mais do que tocar em Sua criação, Deus participou dela. Deus se tornou homem sem deixar de ser Deus, uma vez que Jesus Cristo recebeu adoração e exerceu atividades divinas, como perdoar pecados.
3 - A exaltação de Jesus.
Em Filipenses 2:5-11, é dito que a exaltação seguiu a humilhação de Jesus Cristo. Ele é o juiz de todos!

II - A MORTE DE JESUS - Vs. 3 b - 4
1 - A morte de Jesus foi expiatória:
“Cristo morreu PELOS nossos pecados, segundo as Escrituras”. A preposição grega usada aqui (hiper) significa em prol de, a favor de. Segundo as Escrituras, Jesus Cristo deu a Sua vida em prol de nossos pecados. Sua morte foi para expiar nossa culpa, retirar nossos pecados.
2 - A morte de Jesus foi vicária.
Em 1 Pedro 3:18 há a declaração de que a morte de Cristo foi substitutiva (vicária). Ele tomou o nosso lugar: “Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos...” O salário do pecado é a morte (Romanos 6:23), e nós, como pecadores, merecemos a condenação da morte eterna. Cristo morreu em nosso lugar. Ele foi o sacrifício realizado pelo próprio Deus a favor do que crê.
3 - A morte de Jesus foi solidária. Em Gálatas 3:13-14 todo o conceito de substituição é explicado. Jesus se fez maldito em nosso lugar. Ele voluntariamente dá sua vida para receber a condenação que o homem merece. Ele experimentou a maldição do Inferno no lugar de todo aquele que nEle confiar.

III - A RESSURREIÇÃO DE JESUS - Vs. 4 - 10
A ressurreição de Jesus é a prova de Sua vitória sobre o mundo, sobre o pecado e sobre a morte. O sacrifício de Jesus valeu, pois o Espírito Santo o ressuscita ao terceiro dia. Jesus é o Senhor da vida, pois venceu a morte. Ele pode perdoar pecados e dar a vida eterna.
Os inimigos do homem foram vencidos por Jesus Cristo.
Sua morte substitutiva tem o poder de tirar a culpa do homem. O senhorio de Jesus, como soberano da vida, é manifestado em Sua ressurreição.
Só Quem pôde vencer as trevas pode dar a vitória ao homem sobre as trevas. Só Quem pôde vencer a morte pode oferecer vida eterna. Só Quem pôde vencer o mundo pode oferecer vitória sobre todo o sistema mundial ao que nEle crer. Esse é Jesus Cristo, ressurreto entre os mortos.

IV - ESTA É A ESSËNCIA DA PREGAÇÃO - Vs. 11
O apóstolo Paulo conclui dizendo que “assim pregamos e assim crestes”. Estas verdades formam a base da pregação e a base da fé. Foi isto essencialmente que foi pregado pelo Senhor Jesus Cristo, por seus apóstolos e pelos discípulos fiéis através dos séculos.
Em Lucas 24:44-47, Jesus Cristo resumiu o ponto central da pregação: “São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco, que importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. Então lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras; e lhes disse: assim está escrito que o Cristo havia de padecer, e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia, e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados, a todas as nações, começando de Jerusalém”.
Este fundamento foi assumido e pregado pelos apóstolos, mesmo em meio de muitas perseguições: “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4:12).

 

Hoje o cristianismo bíblico e histórico pode repetir as palavras de Paulo: “Assim pregamos”. Você, com toda a sinceridade e firmeza, pode dizer: “assim eu creio”?


Pr. José Nogueira


2004-09-12 00:0

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330