Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Mensagem Pastoral

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Ser crente autêntico começa fora igreja


Ser autenticamente crente começa fora da igreja
"Saiamos, pois, a Ele, fora do arraial" Hebreus 13:10-17

Se Deus quiser, o estudando deste texto bíblico nos levará a assumirmos um seríssimo compromisso para o ano de 2005 e para o restante de nossas vidas.
Contudo, para entendermos melhor o último capítulo de Hebreus, precisamos saber que ele é o ápice desta epístola e que sua mensagem está profundamente enraizada dentro de seu contexto:
1 - O autor da epístola: Autor anônimo, mas um líder cristão tão influente e de tanta autoridade que seria facilmente reconhecido por seus leitores. Provavelmente Paulo, conforme 13:22 e 23.
2 - Sua data: Escrita antes do ano 70 d.C., pois a epístola descreve o funcionamento do Templo e do ofício sacerdotal do Antigo Testamento (Capítulo 9 e 10:11). Jerusalém e o Templo judaico sofreram destruição em 70 d.C., pelo então General Tito, de Roma. A carta descreve que os cristãos estavam passando por perseguições religiosas por parte dos judeus incrédulos (Cap. 6), e isto aconteceu por volta do ano 50 d.C. (ver Atos 8:1 e 18:1-2). Também descreve uma perseguição mais cruel, no Capítulo 10, versos 32-39, que pode muito bem se referir à cruel perseguição por parte do Império Romano, por volta do ano 60 d.C. Por isto é provável que esta epístola tenha sido escrita em 60 d.C.
3 - Seus destinatários: Foi escrita para os crentes de origem judaica. Judeus haviam se convertido a Jesus e começaram muito bem a vida cristã. Porém, vieram as pressões e ameaças da parte do judaísmo oficial, e alguns estavam retornando ao judaísmo – que exigia ao que estava retornando que blasfemasse o nome de Jesus – Hebreus 6:4-6. Também as perseguições e sofrimentos estavam fazendo com que alguns desistissem do seu testemunho cristão ou que vivessem de forma dúbia, mantendo um formalismo religioso mas não assumindo o ser de Cristo em todas e quaisquer circunstâncias e diante de quem quer que fosse!
4 - A instrução do Espírito Santo: Deus lhes manda dizer: Parem com isso, Meus filhos! Ser de Cristo não é religião, nem é seguro de vida eterna. Ser autentica e verdadeiramente cristão é ser de Cristo. É pertencer a Ele, vivendo por Ele, com Ele e para Ele todo dia e o dia todo! E isto implica num comprometimento integral que começa fora de nossos muros. Quem é Cristo para você e o que Ele representa em sua vida? Ou Ele é tudo, ou não é nada! Onde a vida escorre (no trânsito, no comércio, no trabalho, na escola, na família, com o (a) namorado (a), no ônibus, nas férias, com os amigos, no lazer...), aí Cristo tem que ser glorificado em nossa vida!

Portanto, a mensagem da epístola é um desafio para assumir ser um discípulo de Cristo de verdade, e essa autenticidade exige que comecemos lá fora, sem disfarces, de peito aberto, corajosamente revelado como num out-door, por três motivos:

1 - A OFERTA DENTRO DO TEMPLO SOMENTE TINHA VALOR POR CAUSA DO SACRIFÍCIO REALIZADO FORA DO TEMPLO – Vs. 10 e 11.
O autor parte de uma realidade muito simples e bem conhecida de seus leitores. O valor das ofertas realizadas no Templo de Jerusalém estava baseado no sacrifício que tinha acontecido no átrio, ou seja, fora do Templo. Era o ato lá fora que dava sentido ao que era feito dentro do Santuário. Assim, ele aplica que o que autentica a nossa adoração e expressão de louvor é a vida que levamos lá fora! A nossa vida legitima a nossa celebração!
2 - A VERDADEIRA SANTIDADE TEM SUA ORIGEM NA VIDA QUE LEVAMOS NO DIA-A-DIA, LÁ FORA - Vs. 12
“Por isso foi que também Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta” - Vs. 12
Do exemplo do Templo, o autor vai para o exemplo do sacrifício de Cristo. Observemos a expressão “também”. Jesus foi sacrificado no Gólgota, fora de Jerusalém, a cidade sagrada. Seu sacrifício foi fora das portas do Templo. Jesus cumpriu a missão salvadora, que veio para salvar o que nEle cresse, fora do ambiente convencionalmente sagrado. Foi ali, do lado de fora, que, em meio a dores e provocações, Ele realizou o plano de Deus.
Ser dEle exige o mesmo compromisso! Ser santo no templo é fácil, pois tudo nos impele a isto. Toda a programação do culto nos atrai para adoração. A liturgia proporciona compulsória e psicologicamente santidade. Todavia, no mundo, com todas as seduções e enganos, com todas as ameaças e pressões, com todas tentações e constrangimentos, é que se traduz a verdadeira e bíblica santidade.
3 - A ORDEM É PARA SAIRMOS DO AMBIENTE RELIGIOSO  FIM DE SOFRERMOS COM CRISTO LÁ FORA - Vs. 13
“Saiamos, pois, a ele, fora do arraial, levando o seu vitupério” - Vs. 13
A ordem é clara: devemos sair daqui para um encontro muito especial com Cristo lá fora, onde vamos tomar sobre nós o mesmo desprezo, a mesma perseguição, o mesmo escárnio que Cristo levou! Cristo sofreu o vitupério (as injúrias e as vergonhas) por amor de nós.
Contudo, somente serei capaz de assumir este compromisso quando três coisas acontecerem comigo:
Primeiro: Aceitar e obedecer à ordem de Deus – Vs. 13. O Espírito Santo nos ordena: “Saíamos, pois, a Ele, fora do arraial”. O imperativo é para que abandonemos o formalismo, a segurança da religião que se expressa apenas nas liturgias, para viver Jesus Cristo na luta do dia-a-dia!
Segundo: Considerar que o eterno tem mais valor do que o efêmero – Vs. 14. Consideremos a bobagem de ficar aqui querendo agradar e servir ao que é passageiro, e tomemos a decisão sábia de construir, planejar e servir ao que é eterno, pois isto é que é certo e agradável a Deus!
Terceiro: Internalizar que o tempo que Deus quer que eu O sirva e O agrade é sempre SEMPRE! Ou seja, em todo o tempo, o tempo todo, onde quer que eu esteja!
Mas, como, na prática, poderemos viver esse compromisso de ser autêntico e íntegro discípulo de Jesus Cristo? Os versículos 16 e 17 respondem e nos desafiam!

JERUSALÉM (na época de JESUS)
Jerusalém na época de Jesus

Últimos Passos de JESUS
1 - De BETÂNIA a JERUSALÉM: Em Jerusalém, a última ceia - Lucas 22:14-20
2 - Da ÚLTIMA CEIA ao JARDIM DO GETSÊMANI: No Jardim do Getsêmani, Jesus ora - Mateus 26:26 e Lucas 22:40-50
3 - Do GETSÊMANI ao PALÁCIO DO SUMO SACERDOTE: Jesus perante o Sinédrio - Mateus 26:57-68
4 - Do PALÁCIO DE CAIFÁS à SALA DE JULGAMENTO DE PILATOS: Lucas 23:1-6
5 - De PILATOS ao PALÁCIO DE HERODES: Lucas 23:7-11
6 - Do PALÁCIO DE HERODES a PILATOS:Lucas 23:12-25 e Mateus 27:26
7 - Da SALA DE JULGAMENTO DE PILATOS ao GÓLGOTA: Lucas 23:27-38

Só poderei viver integralmente a vida cristã lá fora e professar corajosamente o Nome de Jesus, com todas as implicações: 1 - Se eu tiver compromisso com a minha igreja – Vs. 16. Meu compromisso com Cristo começa aqui dentro, vivendo numa constante prática do bem com meus irmãos e uma mútua cooperação! Só poderei crescer lá fora se minhas raízes estiverem bem fincadas aqui dentro! 2 - Se eu estiver numa relação de dependência com a liderança de minha igreja - Vs. 17. Meus vínculos estão aqui dentro, onde sou treinado, edificado, consolado, exortado e incentivado. Assim, sairei de dentro do arraial para as lutas, sabendo que tenho casa espiritual, que tenho família na fé e que tenho líderes por mim! Aleluia, por cada um que entendeu esse compromisso e o fez perante Deus!


Pr. José Nogueira


2005-01-02 00:0

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330