Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Mensagem Pastoral

IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


Amigos de Sião


IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA

 

Queridos Amigos de Sião:

Estamos presenciando um momento histórico e profético.

Pois é visível o ódio das nações e da mídia em geral contra povo de Israel e à terra que lhes foi dada pelo SENHOR Deus.

Neste instante histórico Israel vive num impasse: Quando destruir as instalações atômicas do Irã: antes ou depois das Eleições dos EUA?

Os conservadores, como o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, acham que o momento é agora.

Os mais moderados como o presidente de Israel pregam que se deve esperar primeiro o resultado das eleições americanas (o candidado republicano, que é mórmon, é a favor de Israel).

O artigo do site israelense Cafetorah explica a situação como tensa e incerta.

Diz o autor que um ataque israelense ao Irã - que pode ser a qualquer momento - pode desencadear uma guerra em proporções do que o Livro do Apocalipse chama de Armagedom:

 

Aumentam os rumores de guerra Israel X Iran

Nas últimas semanas os meios de telecomunicações de Israel têm cada vez mais debatido sobre os prós e contras de um possível ataque de Israel contra as instalações nucleares em solo persa.

A maioria dos jornalistas têm uma opinião tenebrosa sobre o dia seguinte de um ataque como este, segundo os "especialistas" e comentaristas, o que seguirá um ataque israelense contra o Irã, será uma chuva de mísseis vinda de todos os lados, o Hezbollah abriria fogo no norte de Israel, seus mísseis chegariam até o centro do país, e o Hamas, no sul de Israel, abriria fogo contra as cidades do sul e até o centro do país. Além deste quadro aterrorizador, o próprio Irã e a Síria de Assad abririam fogo contra as cidades centrais de Israel, Tel Aviv e as cidades circunvizinhas e até mesmo a Cidade Santa, Jerusalém, estaria em risco.

O que leva aos "especialistas" e comentaristas sobre Oriente Médio e Terrorismo a chegar a esta conclusão é o pacto obscuro existente entre estas forças, o que poderia levar ao jovem Estado de Israel a um colapso total, resultando naquilo que na Bíblia é conhecido como a Batalha do Armagedom, pois o Estado de Israel não ficaria sem responder ainda mais severamente contra o risco de sua inexistência.

Os "especialistas" e comentaristas creem que o ataque do Estado de Israel e das Forças de Defesa deverão ocorrer no máximo dentro de dois meses, ou seja, as semanas a seguir são as mais decisivas na história do país, ou talvez, na história contemporânea da humanidade, tudo vai depender de como agirão realmente os envolvidos e não de como este grupo de soberbos sentados em suas confortáveis poltronas nos estúdios de TVs israelenses, afinal eles estão longe de serem profetas.

O ataque israelense deverá ocorrer talvez no final do outono ou começo do inverno e não nos próximos dois meses

Em minha opinião, o ataque israelense deverá ocorrer talvez no final do outono ou começo do inverno e não nos próximos dois meses, isto por alguns motivos aparentemente inocentes, mas que se refletirmos, fazem sentido.

1 - Nos outros casos de ataques israelenses contra instalações nucleares, Israel nunca avisou o inimigo que estava pronto a fazê-lo, ao contrário, isto ocorreu após alguns meios de silêncio, no momento, há muito blefe no ar para que uma autoridade séria de Israel concorda-se em fazê-lo agora, afinal, o inimigo está mais preparado do que nunca. No Irã, estão certos de que o ataque israelense deverá ocorrer nas próximas semanas.

2 - A população de Israel ainda não está suficientemente preparada. Ainda esta semana se iniciarão os primeiros exercícios militares utilizando alertas gerais para a população através de telefones celulares. O sistema de forma automática enviará mensagens de alertas e de preparo para cada cidadão em Israel.

3 - Ainda não há aparentemente um apoio estratégico americano, a Arábia Saudita disse que se qualquer aeronave Israelense sobrevoar seu espaço aéreo, ela será abatida imediatamente(até parece rsrsrs).

4 - Israel está esperando um sinal de sua frente de informação secreta no Irã que confirme que o país iniciou a preparação para montagem de armamento nuclear em seu território.

Enquanto isso, amados, aqui no Brasil, na segunda-feira (dia 20) um diplomata iraniano expressou seu ódio contra os judeus e desejo de aniquilação do Estado de Israel, no jornal Folha de São Paulo.

O artigo foi comentado pelo site da Chamada da Meia-Noite - que faz uma campanha para que todo aquele que ama Israel e conhece as promessas de Deus para os filhos de Abraão escreva para a Folha de S.Paulo registrando seu protesto contra esse ódio e violência das autoridades iranianas.

Transcrevo aqui o material da Chamada:

Diplomata iraniano destila ódio a Israel

Em 20/8 a Folha de S.Paulo publicou em sua seção Tendências/Debates um artigo do primeiro-secretário da Embaixada do Irã no Brasil intitulado O Futuro do Oriente Médio.

Trata-se de mais um exemplo da retórica do ódio e da pregação do extermínio de Israel que vem sendo repetida insistentemente por diversas autoridades iranianas, como o presidente Mahmoud Ahmadinejad e o aiatolá Ali Khamenei.

Vinda de um país que dá claros indícios de tentar produzir armas atômicas, este tipo de retórica é ainda mais assustadora.

Veja o que foi capaz o diplomata iraniano no pequeno, mas nobre, espaço cedido pela Folha:

Pregou a destruição de Israel:
 “Sem dúvida, não haverá nenhum lugar na região para os sionistas no futuro."

Negou qualquer possibilidade de acordo entre israelenses e palestinos através de negociações:
 “Os povos perceberam que são inúteis e frustrantes as negociações com um regime que só conseguiu ficar em pé respaldado pelo Ocidente."

Proferiu calúnias fantasiosas, como uma suposta pretensão israelense de dominar o Iraque:
 “E o regime, que certa época pretendia dominar o território entre os rios Nilo e Eufrates, agora deve se esconder atrás do muro de proteção."

Não escondeu seu desejo de que, no lugar de Israel, surja um estado radical islâmico nos moldes iranianos:

“Somente com a união e coesão nacional e seguindo o islã o povo palestino poderá libertar os seus territórios invadidos."

Criticou o caráter democrático de Israel:
"Ao mesmo tempo, divergências internas apareceram, e esse regime sionista se deparou com a instabilidade interna."

Não deixe este artigo sem resposta.

Leia o artigo na íntegra e comente na edição online da Folha

Envie email para as seções Painel dos Leitores e Tendências/Debates da edição impressa da Folha.

Até a próxima,
Renato Aizenman - Coordenador
Israel na Web

Depois de ler esses artigos, conhecendo a Bíblia Sagrada, é hora de nós intensificarmos nossas orações por Israel, e ir também "preparando as malas" pois os sinais do arrebatamento estão soando!

 

Pr. José Nogueira

"Esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá"

                Miquéias 7:7


Pr. José Nogueira


2012-08-23 00:0

TV Cristo é Vida - Ao Vivo aos Domingo
Israel 2018

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330