Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

Titulo: Indonésia: Como os dyaks aprenderam a dar



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2003-12-10 00:00:00

Titulo: Indonésia: Como os dyaks aprenderam a dar

Texto bíblico: Atos 15:36-16:11


Diaconia de Missões


  Relato da obra de Deus em lugares de extrema pobreza
- Como os dyaks aprenderam a dar -
 (Resumo do testemunho do Missionário J. Arthur Mouw, na Indonésia)

A maior motivação de seu frutífero ministério, foi ter crido sem reserva na Palavra de Deus.
Introdução
Em 1935, no início de seu trabalho, ele ficou ciente de que acima de qualquer coisa, mesmo seu chamado e obediência à ordem de evangelizar a toda criatura, estava a premissa: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e todo o teu entendimento" Mateus 22:36-40.
Tendo este e outros princípios em seu coração, o Dr. Mouw, após enfrentar o desafio de muita oposição, empreendeu diligentemente, aplicar aquilo que, desde o princípio, entendia ser a prática correta para que o trabalho de evangelização pudesse prosseguir, no  meio daquele povo. Mesmo que o sustento de fora viesse a ser suspenso ou a sua presença de alguma maneira viesse a faltar.

Ajudado por quatro missionário de outro grupo tribal, e que havia estudado no Seminário de sua missão, o Dr. Mouw compartilhou a necessidade de ensinar os novos crentes a participar da bênção de servir ao Senhor com suas ofertas. Pois está escrito que:
"...Deus ama a quem dá com alegria."  (2 Coríntios 9:7)  
" ...Mais bem-aventurado é dar que receber"; Atos 20:35
"...Não atarás a boca ao boi, quando pisa o trigo.";  (1 Coríntios 9:9)
"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênção sem medida." Malaquias 3:10


Andamento

Estava quente e o seco e alto matagal, ao longo da estrada, batia no rosto do missionáario. O Dr. Mouw apressava-se, pois sabia que havia  centenas de crentes indígenas a sua espera.
Aguardando-o à sombra de uma grande árvore.

Enquanto seguia, alguns indagações vieram ao seu coração.  "Por que estou aqui?" -- Porque o Senhor me chamou". Foi sua resposta. Mas pareceu não ser convincente. "Por que estou aqui?"  --Para obedecer a ordem do Senhor: "Ide... e pregai o evangelho" . Mas seu coração ainda estava inquieto.
"Por que você está aqui Artur?". Ele então compreendeu  -- A minha chamada é importante, a obra de pregar o evangelho é importante, também, mas eu estou aqui, primeiramente, por que eu amo o Senhor, e isso deve estar acima de qualquer coisa.

Dr. Mouw se reuniu com seus auxiliares e disse: "A palavra do Senhor nos ensina a contribuir. E  eu gostaria de  ensinar aos novos crentes a  serem fiéis na devolução de seus dízimos ao Senhor.

Mas os seus colegas acharam que seria muito difícil pedir a estas pessoas tão pobres a contribuir financeiramente. E não concordaram: "Não podemos tirar o alimento dessas pessoas famintas."
Mas o Dr. Mouw sabia que se Deus estabeleceu tal princípio, com certeza, ele é fiel para tornar possível.

Ele lembrou de sua própria experiência. Seus pais lhe ensinaram a contribuir desde a idade de oito anos, embora fossem pobres, também.

É certo que o povo dyaK era muito pobre. Dispunham de pouquissimas coisas. Viviam em extrema pobreza e a comida era escassa.

E O Dr Mouw seguia com seu trabalho de aldeia em aldeia, com sua Bíblia na mão. Um dia ele trouxe essa Mensagem:

"Tudo o que tenho ensinado a vocês, vem desse livro. Nele aprendemos como o mundo foi feito; como o pecado entrou no mundo; e nele aprendemos como podemos escapar do abismo e morte eternos.  Este livro diz  a verdade?"
Eles responderam . --Sim, esse livro, sempre, nos diz a verdade. Nunca mentiu para nós.

Então, ele prosseguiu, vou ensinar-lhe algo novo, deste livro:

Devemos devolver a Deus, a décima parte do que ele nos dá. Isso quer dizer que, se você tem 10 pintinhos, um petence ao Senhor. O mesmo com 10 ovos e outras coisas mais.

E Deus nos garante que ele nos dará o que necessitamos e muito nos abençoará.

Os indígenas ficaram silenciosos e pensativos. Depois eles tomaram a seguinte decisão:

"Sim, nós somos agradecidos. Deus lembrou de nós, nos deu a salvação. Queremos mostrar para ele que nós estamos contentes, ele fez muito por nós. Três homens vão recolher de nós, uma vez por mês e depois levarão a sua casa."

Quando o novo mês chegou, alguns indígenas, depois de dois dias de viagem, estavam depositando suas ofertas no alpendre da casa dos missionários.

Eram dúzias de pintos, ovos, pepinos, sacos de arroz...
E eles disseram : Esta é a parte de Deus.

O Dr. Mouw estava contente demais para falar. Ele vendeu o alimente  e reverteu em benefíos para a manutensão do trabalho.

Também construiram muitos locais para as reuniões e treinamento, por todas as aldeias, uma após outra até chegar a 14.

Deus foi fiel em cumprir sua palavra. Nos anos que se seguiram eles souberam administrar as abundantes colheitas.  Venderam o excedente para os comerciantes fora da aldeia. Trocaram suas vestes de cascas de madeira, por roupas de tecido. Melhoraram suas casas.   E aprenderam muitas outras melhorias para si e suas famílias.

Tudo isso porque um homem os ensinou a  crer e obedecer a Palavras de Deus.

Pois está escrito que:
"...Deus ama a quem dá com alegria."  (2 Coríntios 9:7)  
" ...Mais bem-aventurado é dar que receber"; Atos 20:35
"...Não atarás a boca ao boi, quando pisa o trigo.";  (1 Coríntios 9:9)
"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênção sem medida." Malaquias 3:10

As gerações que se seguiram não perseveraram na firmeza doutrinária do Dr. Mouw, hoje a igreja tem vivido um cristianismo nominal, sem conversão verdadeira. Mergulhada no
sincretismo e nas superstições de suas crenças tribais.


0





Pedidos de oração:

1. Orar pela liderança, para que essa igreja tenha o mesmo fervor que o seu missionário fundador, o dedicado Dr. Mouw. Que os crentes venham a se arrepender e crer verdadeiramente no Senhor e alcançar os perdidos. 2. Lembrar os crentes que sofrem perseguição em outras áreas da Indonésia. Pelos que sofrem maus-tratos e discriminação por causa de sua fé. 2. Orar pela consagração pessoal e das famílias de nossa igreja. Pela dedicação de seus filhos e bens à obra do Senhor. 3. Orar por crentes comprometidos. Primeiro, em amar e seguir fielmente ao Senhor; segundo, pelo envolvimento ativo em sua obra. ....

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330