Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

O Dia das Trombetas



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2012-12-14 00:00:00

O Dia das Trombetas

Levítico 23:23-25


Diácono Rômulo Braga


“Disse mais o SENHOR a Moisés: Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso solene, memorial, com sonido de trombetas, santa convocação. Nenhum trabalho servil fareis, mas oferecereis oferta queimada ao SENHOR” (Lv 23:23-25).

A quinta festa do Senhor é certamente a mais misteriosa de todas as sete festas comemoradas pelo povo de Israel. Enquanto nas outras festas são explicados os objetivos, o mesmo não ocorre com essa quinta festa. Certamente essa é a razão dela ter sido transformada em Rosh Rashanah, o Ano Novo Judaico. Essa transformação ocorreu após a destruição do Templo (70 d.C.) para tentar atribuir significado à festa.

A quinta festa acontece no primeiro dia do sétimo mês, portanto, no outono.Ela introduz as três festas do outono, que têm significado profético em relação aos tempos finais e simbolizam o inicio do Reino de Deus. Esses grandiosos acontecimentos vindouros, pelos quais os filhos de Deus esperam, permitem que se entenda um pouco mais do caráter misterioso dessa festa ordenada por Deus a Seu povo de Israel.

Como será seu cumprimento profético nos eventos dos tempos finais? A maior parte dos estudiosos da Bíblia considera que essa quinta festa representa profeticamente o Arrebatamento da Igreja, que é um mistério e será acompanhada do ressoar da m trombeta de Deus, como Paulo diz em 1 Tessalonicense 4:16: “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.”

Na minha opinião, entretanto, a festa anterior, Shavuot (Pentecostes), que simboliza profeticamente o nascimento da Igreja da Nova Aliança, também inclui a conclusão da Igreja, o Arrebatamento. Ou então deveríamos procurá-lo simbolicamente na festa da ressurreição (Páscoa). Nesse contexto, porém, temos de perguntar-nos se realmente devemos ou podemos fazer tais ligações entre festas e o cumprimento profético. Parece-me que, observando o tríplice cumprimento – (1) da morte de Jesus, (2) da Sua ressurreição e (3) do derramamento do Espírito Santo – exatamente nos em que se comemorava a respectiva festa profética do Antigo Testamento, somos quase obrigados a estabelecer esses paralelos, tendo em vista que nos aproximamos cada vez mais dos acontecimentos dos tempos finais.

Qual é, portanto, o real significado profético desse misterioso Dia das Trombetas? Quase todos os profetas do Antigo Testamento falaram a respeito do grande e terrível Dia do Senhor (Javé), que conforme 2 Pedro 3:10 virá como um ladrão de noite. Citamos Sofonias como exemplo: “Está perto o grande Dia do Senhor; está perto e muito se apressa. Atenção! O Dia do Senhor é amargo, e nele clama até o homem poderoso. Aquele dia é dia de indignação, dia de angustia e dia de alvoroço e desolação, dia de escuridade e negrume, dia de nuvens e densas trevas, dia de trombeta e de rebate contra as cidades fortes e contra as torres altas” (Sf 1:14-16; veja também Jl 2:1-2).

Significativamente, esse dia não é chamado de dia de festa, mas dia memorial. Não é mencionado nenhum motivo de alegria ou de gratidão para festejar nessa ocasião. Foi esse argumento que me levou a aplicá-lo profeticamente ao irromper dos tempos finais, ao Dia do Senhor. Surpreendentemente, Sofonias 1:16 diz que ele é: “...um dia de trombeta e de rebate...” Também devemos levar em conta que essa festa é a única comemorada no primeiro dia do mês, ou seja, na lua nova, quando a noite é escura, em contraste com Pessach (Páscoa) e Succoth (Tabernáculos), que sempre caem no décimo quinto dia do mês, ou seja, lua cheia. Esse simbolismo certamente pretende nos dizer que esse dia memorial não é luminoso, mas um dia escuro. Por sua vez, isso explica a razão porque essa festa foi ordenada com tão poucas palavras na Bíblia. O Dia do Senhor não é um dia literal, de 24 horas, pois abrange os últimos sete anos antes da volta gloriosa de Jesus. Esses sete anos, que começarão de maneira repentina e inesperada, têm grande destaque na profecia bíblica e são o tema básico do Apocalipse.

Isso explica, portanto, porque a quinta festa – “Descanso Solene, Memorial, com Sonidos de Trombetas” – é ordenada com palavras tão breves e sem comentários.

Próxima festa: Yom Kippur


0





Pedidos de oração:

1.Encontro dos Amigos de Sião – Agradecer a Deus pelos encontros dos Amigos de Sião realizados em Fortaleza no ano de 2011 (com as presenças de Dr. Bem Abraham – sobrevivente do holocausto, Pr. Reinhold Federolf –Chamada da Meia Noite, Pr. Thomas Gilmer – SBTB e Amigos de Sião), sob a liderança do Pr. Jose Nogueira. Que o Senhor Deus continue nos abençoando nas programações do próximo ano. 2. A bandeira da Palestina foi hasteada pela primeira vez nesta terça-feira (13/12/2011) na sede em Paris da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) - a única agência da ONU que concedeu aos palestinos o status de membro pleno. Para os palestinos, a vitória na UNESCO é vista como um passo adiante na tentativa de ter seu Estado reconhecido pela ONU. A ANP afirmou que pretende entrar com pedido de adesão em outras 16 agências da ONU. Oremos para que Deus possa frustrar tais planos dos inimigos do povo de Deus (reconhecimento pela ONU), uma vez que os palestinos nunca reconheceram o Estado de Israel e não desejam a paz. 3. Continuemos orando por nossa família missionária aos perdidos da casa de Israel - Família Kedoshim. Orem para que a graça de Deus seja sempre abundante em suas vidas, suprindo tudo aquilo que necessitarem. E não deixem de prestigiar o ótimo canal de informação http://noticiasdesiao.wordpress.com/

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330