Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

Luz que Doi para Brilhar



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2012-08-23 00:00:00

Luz que Doi para Brilhar

Filipenses 2:15


Pr. José Nogueira


O Pr. Vlademir Hernandes, da Igreja Batista Cidade Universitária, de Campinas–SP, escreveu um excelente artigo sobre nosso testemunho num mundo anticristão e numa sociedade cínica.

Como fazer nossa luz brilhar em meio de trevas tão densas? Há um preço a pagar?

As referências dos textos bíblicos citados estão logo abaixo do texto.

Que você tenha uma ótima leitura, e que o SENHOR Deus renove suas forças quanto à coragem, perseverança e incentivo a continuar brilhando.

 

Pr. José Nogueira – www.cristoevidada.com

“Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo”

Filipenses 2:15

A Luz Que Dói Para Brilhar

 

 

Você já teve dias parecidos com este? Agenda cheia, como de costume. Na chegada ao trabalho logo pela manhã, o chefe já cobra justamente aquilo que não ficou pronto no dia anterior. Uma pequena manipulação da verdade poderia amansar a "fera". Entretanto, em resposta à advertência da consciência, a associação com o pai da mentira[1] é evitada, a verdade é dita, a falha é assumida e a bronca vem na forma de ultraje. Uma humilhante bordoada em público!

A raiva fica estampada na face que ferve ruborizada. A reação explosiva parece inevitável. "Irai-vos e não pequeis..." [2] é o pensamento que vem como um freio à mente que já arquitetava um "coice" à altura da ofensa. A lembrança do texto da Escritura é como um bálsamo refrescante que aquieta a alma e extingue a fúria. O domínio próprio misteriosamente supera o ímpeto naturalmente explosivo. "O sapo é engolido".

 

            Superada a dor da turbulência inicial, há desafios pela frente que carecem de foco­­, em especial, um contrato gigantesco que está para ser fechado e uma comissão igualmente volumosa praticamente ganha. Tudo parece caminhar bem, até que o comprador do cliente ardilosamente impõe uma inesperada condição. Para concretizar a venda será necessário fazer-lhe um "agrado" às escondidas. E não é pouco dinheiro.

 

            Se o camarada for contrariado, adeus venda, comissão, alcance da meta e reconhecimento profissional. O chefe prontamente concorda, apesar da imoralidade da operação e dos riscos envolvidos. "A empresa precisa desta venda", justifica ele. Porém, uma incômoda mensagem dilacera a consciência já dolorida pela sedução do ganho fraudulento: "...quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus" [3].

 

            Um ato escuso e corrupto como este de maneira nenhuma glorifica a Deus. Não é possível tornar-se cúmplice daquilo que é mal aos olhos do Senhor. "Se você pular fora, outro fará a venda" já avisa o chefe. Dito e feito! Adeus comissão. O negócio voa para o colo de um que "topa tudo por dinheiro".

 

            Como se não bastasse a dolorosa perda financeira, mais perdas vêm assim como suas respectivas dores. Perda de reputação. Perda de respeito: "tolo, fraco, fanático e incompetente" são alguns dos adjetivos caluniosos que circulam entre os "colegas". Finalmente, perda de segurança. A indignação do chefe é notória e ameaçadora. O emprego pode estar comprometido, assim como o futuro sustento da família.

 

            O fechamento solene para as dores de um dia assim vem pela dor da dúvida: "Será que não teria sido melhor entrar no esquema?" "Será que não foi um posicionamento muito radical?" "Será que realmente tal escolha foi necessária?". Segundo o senso comum, um resumo adequado para descrever um dia como este talvez fosse: "um péssimo dia marcado por uma sucessão de derrotas". Afinal de contas, nada deu certo!

 

            Em dias assim, só há consolo na lembrança de que "se for da vontade de Deus, é melhor que sofrais por praticardes o que é bom do que praticando o mal" [4]. É possível desfrutar de "uma paz que excede todo o entendimento" [5] e que inunda o coração abatido por tais dores. Pelo poder consolador do Senhor, é possível que uma misteriosa alegria [6], incompatível com os desfechos de um dia aparentemente péssimo, traga deleite à alma. É possível recorrer a mais lembranças da Palavra que podem promover um contínuo revigoramento: "Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós" [7].  "...Que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo..." [8].

Será que a cada dia desafiador você tem se lembrado de que o chamado de Deus para você é para BRILHAR a qualquer custo, e não para "se dar bem" a qualquer custo?

 

            Incontestavelmente, uma síntese bem adequada para um dia como este é: "um ótimo dia marcado por uma sucessão de vitórias!". Afinal de contas, tudo foi correto!

 

            Proponho uma moral para esta história inspirada em alguns obstáculos à santidade muito comuns para os cristãos no mercado de trabalho: "Ser luz" [9] é como "dar a luz": a dor precede o êxito.




[1] Jo 8:44

[2] Ef 4:26

[3] 1Co 10:31

[4] 1Pe 3:17

[5] Fp 4:7

[6] Fp 4:4

[7] Mt 5:11

[8] Fp 2:15

[9] Mt 5:14


0





Pedidos de oração:

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330