Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

O que fazemos na Ceia?



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2014-06-01 00:00:00

O que fazemos na Ceia?

1 Coríntios 11:17-34


Pr. José Nogueira



MISSÕES

OREMOS PELO TRABALHO MSSIONÁRIO AOS ÍNDIOS DO BRASIL
URGENTE


Carta do Pr. Edward Luz, presidente da Missão Novas Tribos, sobre a atual situação difícil no que tange ao Governo Federal e ONGs querendo impedir a presença de missionários nas aldeias indígenas.


Queridos irmãos e obreiros na Seara do Mestre,

"Finalmente, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor se propague e seja glorificada, como também o é entre vós, e para que sejamos livres de homens perversos e maus; porque a fé não é de todos." - 2 Tessalonicenses 3:1


Depois de todos os acontecimentos destes dias, busquei na Palavra o consolo, o que sempre devemos fazer, e encontrei este pedido de oração do Apóstolo Paulo e que contem todos os ingredientes vividos por nós. Não vou pregar mas vejo um esboço destacando-se nestes dois versos. Vejamos: 1. Os irmãos são convocados a orar pelos missionários. 2. A oração é para que a Palavra se propague e seja glorificada. 3. Para que todos tenham o mesmo privilégio de ter a Palavra em suas vidas. 4. Há muitos opositores à pregação do Evangelho (muitos destes são autoridades e usam da sua posição para tentar impedir a pregação do Evangelho). 5. A fé não é de todos (Esta é uma constatação clara, visível, e para isto pregamos).

Amados, louvo a Deus pela manifestação de apoio dos irmãos, orando e motivando outros a orar, em resposta a convocação que fizemos para o dia de ontem, em face das importantes reuniões em Brasília, agendadas de última hora.
Farei um relatório bem simples porque alguns tópicos ainda estão em discussão. A verdade é que temos uma grande guerra pela frente; e uma grande batalha está acontecendo nestes dias e os irmãos são convocados a lutarem juntos conosco. O primeiro passo é continuar orando intensamente e também, na medida do possível, estejam prontos a se manifestarem publicamente contra esta discriminação religiosa. Temos o direito de crer e também de proclamar o que cremos, em todo o tempo e em todo lugar.


1. A reunião com os advogados seguiu normalmente e eles puderam ver “in loco”, as dificuldades que os missionários enfrentam, perante o órgão do governo, quando desejam trabalhar entre os povos indígenas. O fato importante é que, pela primeira vez, temos um departamento jurídico pronto a nos auxiliar nesta demandas.
2. A reunião na sede da FUNAI não foi nada amistosa. O deputado Federal Leonardo Quintão, nosso irmão em Cristo, conseguiu ver progresso nas conversas em meio as argumentações e reações emotivas da representante da FUNAI. Em dado momento ela deixou bem claro que o órgão considera os “religiosos” ofensivos e prejudiciais aos povos indígenas. Finalmente ficou acertado que as agencias missionárias farão um relatório das suas atividades e onde tem atuado entre os povos indígenas, uma das exigências da FUNAI nestes dias. Já fizemos isto várias vezes e nunca vimos resultado prático. Também está sendo elaborado, pelo Governo Federal, um documento sobre o ingresso de não indígenas em área indígena e precisamos orar sobre este ponto. Um dos representantes da FUNAI não estava presente pois acompanhava o apresentador de TV Luciano Huck e ex-jogador de futebol Ronaldo, “o fenômeno”, que estavam visitando os Zo’é, o povo com quem fizemos contato e por isto eles ainda existem. Esta programação será apresentada durante a copa. Eles podem entrar, missionários não.
3. Finalmente aconteceu a reunião com um dos representantes da Secretaria Geral da Presidência da República. Ele afirmou que leu o dossiê que o DAI enviou a ele e que darão resposta oficial em poucos dias. Ele se mostrou aberto e disse que é favorável as reivindicações das agencias missionárias. Alguns importantes membros não estavam presentes pois Brasília estava vivendo um momento muito difícil de grandes manifestações e havia centenas de indígenas fazendo reivindicações.


Queridos irmãos, creio na resposta de oração. O nosso Deus está atento ao que seu povo quando clama, quando ora. Devemos orar sempre e nunca desistir e principalmente por um motivo deste. Manterei os irmãos informados e por certo temos muito a fazer nos próximos dias.
Nesta segunda-feira começaremos as visitas a sete tribos no nordeste, iniciando com o povo Tapeba, o que será um grande desafio para nós.

Um forte abraço a cada um dos queridos irmãos, juntos, sempre, até que a última etnia tenha o privilégio de ouvir do Amor de Cristo Jesus. Faremos isto, custe o que custar pois antes importa obedecer a Deus do que os homens.

Seus servos,


Edward e Nancy Luz


0





Pedidos de oração:

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330