Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

Pastor é espancado na Turquia



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2006-01-28 00:00:00

Pastor é espancado na Turquia

Colossenses 1:24-25


Pr. José Nogueira


Cristão é espancado depois de ir à igreja na Turquia
Compass Direct
Igreja em Adana
TURQUIA (39º) - Cinco jovens agrediram e ameaçaram matar o líder de uma igreja protestante em Adana, depois do culto do domingo 8 de janeiro.
 
Kamil Kiroglu, 29 anos, foi espancado duas vezes até perder a consciência na rua de sua igreja em Adana, às 17h00. Empunhando uma longa faca, um dos agressores, não-identificado, ameaçou matá-lo se ele não negasse sua fé cristã e voltasse ao islamismo.
 
Os quatro turcos envolvidos no ataque pareciam estar no fim da adolescência, mas eram liderados por um estrangeiro mais ou menos 10 anos mais velho. Ele dizia ser do Turcomenistão. Em certo momento, o líder do grupo disse que estava agindo em favor da rede terrorista al-Qaeda.
 
Os cinco desconhecidos apareceram na Igreja protestante de Adana – em um prédio alugado perto do centro da cidade – 45 minutos antes do culto começar às 14h00. Por volta de 40 pessoas, o número usual, estavam presentes.
 
Apresentando-se aos membros da igreja como um cristão do Turcomenistão, o líder do grupo deu uma amostra, falando em russo. Ele disse que havia convertido os quatro turcos que estavam com ele, mas não sabia como ensiná-los.
 
Os outros quatro aderiram à conversa, dizendo: “Queremos saber mais. Nos ensinem sobre Jesus.” Eles diziam ser das cidades de Mersin (a 56 km de distância) e Gaziantep (a 193 km de distância).
 
Após o culto, Kamil sugeriu que os visitantes lhe fizessem suas perguntas, enquanto os membros da igreja tomavam chá. Mas o grupo disse que o lugar estava muito cheio para conversarem à vontade e insistiram para falar com ele depois que todos fossem embora.
 
Alguns minutos mais tarde, Kamil começou a suspeitar, percebendo que estava sozinho com aqueles homens no prédio. Os cinco ficaram cochichando perto da porta, impedindo o pastor de ir embora.
 
Pacote-surpresa

Explicando que ele e os outros líderes da igreja tinham compromissos, Kamil olhou para fora da sala e pediu para um amigo estrangeiro seu esperá-lo lá fora. Quando seu amigo apareceu, o grupo saiu relutante, falando entre eles sobre um pacote que haviam esquecido do lado de dentro.
 
“Se vocês esqueceram alguma coisa, vão lá e peguem”, Kamil disse aos homens, “porque eu vou trancar a porta.”
 
Surpreso, o líder tentou negar ter dito algo sobre o pacote. Mas então ele falou abruptamente: “Tem um pacote pra você da al-Qaeda. É uma surpresa. Logo você vai saber o que é.” Então os homens foram rapidamente para fora.
 
Kamil disse que, ao ouvir isso, ele fechou a porta, muito assustado.
 
Mandando seu amigo (que não sabia turco) correr, Kamil pegou seu celular para chamar a polícia.
 
Mas quando os homens viram o que Kamil estava fazendo, eles viraram e correram em sua direção. Conforme Kamil, um deles gritou: “Não queremos cristãos neste país!”
 
Ignorando o atordoado amigo estrangeiro do pastor, os homens perseguiram e alcançaram Kamil. Começaram a golpeá-lo severamente com seus punhos e pés. Kamil tentou proteger seu rosto, mas logo se viu caído no chão, coberto de sangue, enquanto os homens ainda o batiam e chutavam.
 
Depois de perder por pouco tempo a consciência, o cristão conseguiu ficar em pé e começou a correr de novo, mas os agressores mais uma vez o alcançaram.
 
Kamil conta: “Eles me forçavam a negar Jesus. Mas cada vez que eles me mandavam negar Jesus e me tornar muçulmano, eu dizia ‘Jesus é o Senhor’. Quanto mais eu dizia ‘Jesus é o Senhor’, mais eles me espancavam.”
 
Kamil viu nas mãos de um dos homens uma faca comprida (mais tarde ele soube que ela havia sido roubada de um restaurante próximo). Pressionando a faca contra o estômago de Kamil, o agressor disse: “Estou pedindo de novo, negue Jesus, ou eu vou matá-lo agora.”
 
De repente, o cristão disse, ele sentiu dois fortes arrepios, um em sua cabeça e outro em sua coluna, e tudo ficou escuro. Quando ele recobrou consciência, seus agressores haviam ido e seu amigo tentava reanimá-lo.
 
Kamil foi direto à delegacia, onde os policiais o levaram ao hospital para ser tratado. Apesar de não ter sido esfaqueado, os médicos deram seis pontos em sua boca, que sangrava. Sua cabeça e outras partes de seu corpo continuaram inchadas e doloridas por uma semana depois do espancamento. Seus óculos foram esmigalhados durante o ataque.
 
Esquadrão anti-terrorismo

Um esquadrão da polícia anti-terrorista foi imediatamente revistar a igreja depois que Kamil lhes contou sobre o pacote. Mas ao invés da temida bomba, o pacote continha uma faca enorme, de quase um metro de comprimento, embalada e escondida sob um banco.
 
O pastor Umberto Coello disse que a polícia turca levou o ataque a sério, enviando muitos policiais para patrulharem a área da igreja no domingo seguinte.
 
Kamil disse ao Compass que o ataque lhe deu uma dimensão diferente de sua vida. “Louvo a Deus não porque Ele me livrou da morte, mas porque Ele me ajudou a não negá-lo na sombra da morte.”

Kamil, que se sustenta como tradutor e intérprete, se tornou cristão há quatro anos e meio. A igreja protestante de Adana, iniciada em 2001, é uma das três congregações protestantes na cidade, duas delas cultuam em turco.
 
Um ataque parecido, há 14 meses, foi feito contra um cristão norte-americano na congregação protestante de Gaziantep. Três adolescentes amarraram e amordaçaram sua vítima em seu escritório, ameaçando-o com um revólver. Eles diziam que tinham ordens da al-Qaeda para exterminá-lo.
 
A polícia de segurança turca, investigando os dois incidentes, sugeriu que os jovens extremistas locais estariam citando a al-Qaeda a fim de intimidar os turcos, para eles não se converterem ao cristianismo.
 
Um investigador da polícia de Adana disse a Kamil: “Definitivamente a al-Qaeda não age assim. Se eles tivessem ido à sua igreja, iriam explodi-la e matar as pessoas. Mas talvez alguém esteja dando dinheiro a esses jovens fora-da-lei para fazer isso.”
 
A pequena comunidade protestante da Turquia majoritariamente muçulmana (mas secular) consiste em quase 3.500 cristãos que se reúnem em 95 igrejas, muitas das quais são igrejas domésticas.


0





Pedidos de oração:

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330