Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Bíblia Online

[ cristoevida.com ]

  • youtube
  • Instagram
  • twitter

Missões - TOM
Tempo de Oração por Missões

Por que Esperar no SENHOR?



IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
www.cristoevida.com


2010-09-03 00:00:00

Por que Esperar no SENHOR?

Isaías 40:12-31


Pr. José Nogueira


IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA
CONGREGAÇÃO DE MORADA NOVA - CE
PR. EVARISTO, LUCIANA E FAMÍLIA

CELEBRAÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO PRIMEIRO ANO DA OBRA MISSIONÁRIA
EM MORADA NOVA

 

Cong. Morada Nova: Perímetro Irrigado – Confraternização na Ceia do Senhor

 

Cong. Morada Nova: Cidade – Visita do Pr. Joaquim e Lourdes no Culto de Aniversário

 

Cong. Morada Nova: Cidade – Luciana, esposa do Pr. Evaristo

 

Cong. Morada Nova: Cidade – Pr. José Nogueira e Margarida

 

Cong. Morada Nova: Cidade - Jovens


TEMA
RENOVANDO AS FORÇAS - Isaías 40:29-31

PRELETOR: Pr. José Nogueira

 

Pr. José Nogueira em Morada Nova – CE, casa do Pr. Evaristo

 

MENSAGEM
POR QUE ESPERAR NO SENHOR?
Isaías 40:12-31


O livro do profeta Isaías tem muitas coisas surpreendentes. Há nele muitas semelhanças com toda a Bíblia. Tem 66 capítulos - a Bíblia tem 66 livros. O livro de Isaías está dividido em duas partes: Parte I - Capítulos 1 a 39 (39 capítulos); e Parte II - Capítulos 40 a 66 (27 capítulos). Assim também está dividida a Bíblia Sagrada: O Antigo Testamento tem 39 livros, e o Novo Testamento tem 27 livros.

O Novo Testamento, segunda parte da Bíblia, começa com João Batista, que é o precursor do Messias, como a voz que clama no deserto, pregando o arrependimento e conserto da vida. A segunda parte de Isaías, que começa com o capítulo 40, também se inicia com a exortação da Voz que Clama no Deserto para que os homens consertem suas vidas:

Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.”

Isaías 40:3

 

Outra curiosidade está na forma como terminam tanto o livro do profeta Isaías como o Novo Testamento. O Novo Testamento se encerra com as descrições, nos capítulos 21 e 22 de Apocalipse, do Novo Céu e Nova Terra e a Nova Jerusalém. Isaías também termina, nos dois últimos capítulos, 65 e 66, descrevendo a Nova Jerusalém e o Novo Céu e a Nova Terra:

“Porque, eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá mais lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão.

Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém uma alegria, e para o seu povo gozo.

E exultarei em Jerusalém, e me alegrarei no meu povo; e nunca mais se ouvirá nela voz de choro nem voz de clamor.

...

Porque, como os novos céus, e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante da minha face, diz o SENHOR, assim também há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.”

Isaías 65:17-19 e 66:22

 

Com todas essas maravilhas em mente, leiamos Isaías 40:12-31

12 Quem mediu na concha da sua mão as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes com peso e os outeiros em balanças?

13 Quem guiou o Espírito do SENHOR, ou como seu conselheiro o ensinou?

14 Com quem tomou ele conselho, que lhe desse entendimento, e lhe ensinasse o caminho do juízo, e lhe ensinasse conhecimento, e lhe mostrasse o caminho do entendimento?

15 Eis que as nações são consideradas por ele como a gota de um balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima.

16 Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos.

17 Todas as nações são como nada perante ele; ele as considera menos do que nada e como uma coisa vã.

18 A quem, pois, fareis semelhante a Deus, ou com que o comparareis?

19 O artífice funde a imagem, e o ourives a cobre de ouro, e forja para ela cadeias de prata.

20 O empobrecido, que não pode oferecer tanto, escolhe madeira que não se apodrece; artífice sábio busca, para gravar uma imagem que não se pode mover.

21 Porventura não sabeis? Porventura não ouvis, ou desde o princípio não se vos notificou, ou não atentastes para os fundamentos da terra?

22 Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar;

23 O que reduz a nada os príncipes, e torna em coisa vã os juízes da terra.

24 E mal se tem plantado, mal se tem semeado, e mal se tem arraigado na terra o seu tronco, já se secam, quando ele sopra sobre eles, e um tufão os leva como a pragana.

25 A quem, pois, me fareis semelhante, para que eu lhe seja igual? diz o Santo.

26 Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas; foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará.

27 Por que dizes, ó Jacó, e tu falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao SENHOR, e o meu juízo passa despercebido ao meu Deus?

28 Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.

29 Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.

30 Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão;

31 Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.

A fim de que possamos entender essa apresentação do SENHOR Deus temos que compreender o contexto do capítulo 40 e do restante da segunda parte do livro do profeta Isaías. A Parte II do rolo profético escrito por Isaías contém as principais profecias acerca do Messias, o Redentor prometido. Fala de Sua glória (40 a 48), de Sua obra salvadora (49 a 57) e de Suas tremendas promessas para o Seu povo (58 a 66). São revelações maravilhosas demais (difícil até de serem cridas) dadas através do profeta em tempos tão difíceis e de circunstâncias tão desanimadoras (o Reino de Judá testemunhou a destruição do Reino de Israel – Samaria – pelos exércitos assírios; e agora presenciam o avanço esmagador e inexorável dos exércitos da Babilônia). Como eles poderiam ainda ter esperança? Como poderiam ter fé em dias melhores do porvir?

 

É nesse contexto que o SENHOR Deus se revela e diz que Ele prometeu, Ele, portanto, cumprirá. O povo de Deus precisa conhecer o seu Deus, por isso o SENHOR começa apresentando Suas credenciais:

 

I – O SENHOR Deus se compara com o universo – Vs. 12, 22 e 26

            1 – Diz que os oceanos são tão pequenos diante dEle que Ele pode contê-los na concha de Sua mão: “Quem mediu na concha da sua mão as águas...?” – vs. 12 A

 

            2 – Ironiza que o universo, medido pelo homem por pelo menos 8 bilhões de anos-luz, é medido por Ele com palmos de Sua mão – vs. 12 B: “e tomou a medida dos céus aos palmos...?” (O que nós medimos com palmos? Apenas coisas pequenas)

 

            3 – Mostra que para Ele a terra com seus montes são tão pequenos que Ele para medi-los necessitaria de uma balança de precisão (aquelas com que pesamos ouro) – vs. 12 C: “e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes com peso e os outeiros em balanças?”

 

            4 – Revela que os céus são apenas Suas cortinas – Vs. 22C

“... é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar”

 

            5 – E diz que as estrelas e os astros celestiais - que os homens julgam incontáveis – são todas conhecidas e nomeadas por Ele – vs. 26: “Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas; foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará”.

 

II – O SENHOR Deus se compara com a sociedade – Vs. 15-17 e 23-25

            1 – Para Ele as nações são como um pingo d’água – Vs. 15

            “Eis que as nações são consideradas por ele como a gota de um balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima.”

 

            2 – Para Ele todos os cedros do Líbano não dão nem para um sacrifício digno dEle – Vs. 16

            “Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos.”

           

            3 – Para Ele a ONU não é nada! – Vs. 17

            “Todas as nações são como nada perante ele; ele as considera menos do que nada e como uma coisa vã.”

 

            4 – Para Ele os líderes mundiais são insignificantes – Vs. 23-25

            “O que reduz a nada os príncipes, e torna em coisa vã os juízes da terra.

            E mal se tem plantado, mal se tem semeado, e mal se tem arraigado na terra o seu tronco, já se secam, quando ele sopra sobre eles, e um tufão os leva como a pragana.

            A quem, pois, me fareis semelhante, para que eu lhe seja igual? diz o Santo.”

 

III – O SENHOR Deus se compara com as religiões – Vs. 18-22

            1 – O SENHOR é incomparável e absoluto – Vs. 18

            “A quem, pois, fareis  semelhante a Deus, ou com que o comparareis? “

 

            2 – A idolatria (que fabrica ou adora imagens religiosas) é ridícula e vã – Vs. 19 e 20

            “O artífice funde a imagem, e o ourives a cobre de ouro, e forja para ela cadeias de prata.

            O empobrecido, que não pode oferecer tanto, escolhe madeira que não se apodrece; artífice sábio busca, para gravar uma imagem que não se pode mover.”

 

            3 – O SENHOR é o Criador de todo o universo, Ele é o sustentador da vida, Ele é o Senhor – Vs. 21 e 22

            “Porventura não sabeis? Porventura não ouvis, ou desde o princípio não se vos notificou, ou não atentastes para os fundamentos da terra?

            Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar”

 

IV – O SENHOR Deus se compara com as filosofias humanas – Vs. 13 e 14

            1 – Ele é a fonte da sabedoria – Vs. 14

            “Quem guiou o Espírito do SENHOR, ou como seu conselheiro o ensinou?”

 

            2 – É dEle o verdadeiro entendimento, o caminho da retidão (prático) e conhecimento da vida – Vs. 14

            “Com quem tomou ele conselho, que lhe desse entendimento, e lhe ensinasse o caminho do juízo, e lhe ensinasse conhecimento, e lhe mostrasse o caminho do entendimento?”

                   

Conclusão – Vs. 27 a 31

                    O SENHOR Deus convida o homem a confiar nEle. A lógica é Quem pode o muito pode o pouco: “Por que dizes, ó Jacó, e tu falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao SENHOR, e o meu juízo passa despercebido ao meu Deus?

                    Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.” – Vs. 27 e 28

 

            1 – Sozinhos os homens mais fortes e jovens são fracos, falíveis e fadados à derrota e morte – Vs. 30

            “Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão”

            A tragédia da prepotência e arrogância humanas podem ser vistas em exemplos bíblicos e históricos: Golias, Senaqueribe, Nabucodonosor, Titanic, Hitler, etc.

 

            2 – Com Deus até os mais fracos serão mais do que vencedores – Vs. 29 e 31

                        A – Ele faz forte ao cansado e fraco – vs. 29: “Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.”

                        Paulo foi perseguido por Nero. Escreveu um dos mais belos epitáfios: “Combati o bom combate. Completei a carreira. Guardei a fé. Agora a Coroa da Justiça me está guardada...” (2 Timóteo 4:6-8). Enquanto Nero, foi deposto pelo senado romano e depois suicidou-se.

                        Domiciano, imperador romano, perseguiu o velho apóstolo João. Não conseguindo matá-lo, mandou para o exílio na desértica e pedregosa ilha vulcânica de Patmos. Lá João, o velho, recebeu de Deus o Livro de Apocalipse. Enquanto Domiciano viveu com temores patológicos até ser assassinado por sua esposa, num conluio para a tomada de poder.

 

                        B – Ele faz o Seu povo renovar as forças, crescer e completar sua missão – vs. 31: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”

                        Os que confiam no SENHOR são fortalecidos e imbatíveis na realização da missão que Deus lhes colocou para fazer.

                        Senaqueribe – Isaías 37 e 38 julgava-se “o cara” ao intimidar o fraco povo de Deus. Quando Ezequias e Isaías buscaram ao SENHOR, um anjo matou 185 mil soldados assírios que cercavam Jerusalém. Senaqueribe voltou para sua terra, onde foi assassinado por seus filhos quando estava no templo adorando seu “deus”.

 

            O SENHOR Deus, criador e preservador do universo, vai cumprir todas as Suas benditas e grandiosas promessas.

            O SENHOR Deus, que é Senhor do Céu e da terra, pode cuidar muito bem da sua vida. Quem pode o muito pode o pouco. E Ele mostra Seu amor e interesse em você ao ter enviado Jesus, Seu Filho, para morrer e salvar o ser humano que confiar nEle:

“Mas Deus prova o seu amor para conosco,

em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”.

Romanos 5:8

 


0





Pedidos de oração:

© IBFCV • Igreja Batista Fundamentalista Cristo é Vida

Avenida K, nº 911 - Planalto da Barra - Vila Velha - Fortaleza - Ceará - Brasil - CEP 60348-530 - Telefone: +55 85 3286-3330