AS DEZ APARIÇÕES DE JESUS RESSURRETO
A SEXTA APARIÇÃO: JESUS APARECE A  11 APÓSTOLOS (TOMÉ PRESENTE)!

O Novo Testamento registra dez aparições de Jesus com o corpo ressurreto, durante os 40 dias, da Ressurreição até o dia de Sua Ascenção ao Céu.

Estamos vivendo no período que corresponde àquele tempo bíblico, daí a relevância de estudar o que se passou naquele período tão importante – entre a Ressurreição e a Ascensão de Jesus.

Estudamos a Primeira Aparição: À Maria Madalena – Marcos 16:9-11.

A Segunda Aparição: Às Mullheres próximo ao Jardim do Túmulo – Mateus 28:5-10.

_A Terceira Aparição: Jesus Aparece aos Discípulos no Caminho de Emaús! – Lucas 24:13-35

A Quarta Aparição: Jesus Aparece a Pedro! – Lucas 24:34 e 1 Coríntios 15:4-5.

A Quinta Aparição: Jesus Aparece a 10 dos 11 Apóstolos! – Lucas 24:36-49; João 20:19-25.

Hoje vamos analisar e meditar um pouco:

A SEXTA APARIÇÃO: JESUS APARECE A  11APÓSTOLOS (TOMÉ PRESENTE)!

Texto Sagrado: João 20:26-29.

26   E oito dias depois estavam outra vez os Seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-Se no meio, e disse: Paz seja convosco!

27   Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as Minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no Meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.

28   E Tomé respondeu, e disse-Lhe: Senhor meu, e Deus meu!

29   Disse-lhe Jesus: Porque Me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.

 

Local: O texto dá entender que foi no mesmo local da Aparição anterior: Jerusalém.

Personagens: Os onze discípulos – dessa vez o apóstolo Tomé estava presente.

Tempo: No domingo posterior à Ressurreição de Jesus. O verso 26 diz: “E oito dias depois estavam outra vez (reunidos)…” Os judeus calculavam os dias da semana a partir da chamada Contagem Inclusiva, ou seja, no outro domingo!

 

OBSERVAÇÕES:

1 – Depois da Quinta Aparição de Jesus, em que Tomé não estava presente (João 20:19-25), Tomé havia declarado peremptoriamente sua descrença na Ressurreição de Jesus – e que se ele mesmo não visse e não tocasse nas marcas dos cravos nas mãos de Jesus e em Seu tórax que tinha sido perfurado pela lança do soldado romano, ele não creria na ressurreição de Jesus. E Jesus, amorosa e graciosamente, atende ao anseio de Tomé – Vs. 27

“Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as Minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no Meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente!”

A graça de Jesus em atender ao pedido de Tomé e salvá-lo de sua incredulidade não poupou Tomé de receber uma incisiva exortação: “Não sejas incrédulo, porém sejas crente!” (literalmente são duas ordem – o verbo grego está no Imperativo Presente – sentido que não fica muito claro nas traduções). É como se Jesus lhe dissesse: “Pare de ser incrédulo, continue sendo crente!”

Tomé tinha sido um zeloso e fiel discípulo de Jesus, mas, no fim da jornada da Páscoa, veio a fraquejar e tornar-se cético. Era preciso o Mestre amorosamente, mas firme, colocar Tomé na estrada correta: O caminho da fé incondicional em Jesus!

 

2 – “Senhor meu! E Deus meu!” – Vs. 28

28   E Tomé respondeu, e disse-Lhe: Senhor meu, e Deus meu!

Não poderia haver frase mais significativa da total rendição de Tomé aos pés de Jesus, do que adorá-lO chamando de “Senhor” e “Deus”.

– SENHOR é o Kyrios, em Grego, a expressão que tem o sentido de Dono Absoluto. E foi com essa terminologia (Kyrios) que a Septuaginta (tradução do Hebraico para o Grego do Antigo Testamento) traduziu o Nome Sagrado de Deus!

– DEUS – Tomé chamou Jesus de “Meu Deus”. Uma das mais fantásticas declarações da Divindade de Jesus – que O identifica diretamente com o “EU SOU” citado na Torah (Antigo Testamento) – João 8:58

“Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, Eu Sou.”

Ver também Êxodo 3:14:

“E disse Deus a Moisés: Eu Sou o que Sou. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: Eu Sou me enviou a vós.”

 

3 – “Disse-lhe Jesus: Porque Me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!”

Quem são este bem-aventurados que não viram Jesus Ressureto, mas creram?

1) São alguns contemporâneos daquela época que não viram pessoalmente Jesus ressurreto, mas creram nos testemunhos dos que viram e contaram.

2) São os leitores do Evangelho de João, que viveram algumas décadas depois da ressurreição de Jesus, que, tendo lido, creram, embora nunca tivessem visto Jesus ressuscitado.

3) São todos os leitores dos Evangelhos, ao longo da História, que creram em Jesus como Senhor e Salvador!

4) Somos todos nós os que crêem. Somos bem-aventurados (felizes, completamente realizados), porque pela fé nós cremos no sentido sacrificial da Morte Expiatória de Jesus e em Sua ressurreição literal!

SHAVUAH TOV! Uma semana de paz e muitas bênçãos para você e sua família!

Leave a Reply

Deseja receber nossas novidades?

É só cadastrar seu email para receber nossos informativos!