AS DEZ APARIÇÕES DE JESUS RESSURRETO
A SÉTIMA APARIÇÃO: JESUS APARECE A 7 APÓSTOLOS NUMA PRAIA DO MAR DA GALILÉIA!

 

Lendo e estudando o Novo Testamento, conhecemos que houve dez aparições de Jesus com o corpo ressurreto, durante os 40 dias, da Ressurreição até o dia de Sua Ascenção ao Céu.

Como estamos vivendo no período que corresponde historicamente àquele tempo bíblico, temos bons e importantes assuntos para estudar sobre o que aconteceu naquele período entre a Ressurreição e a Ascensão de Jesus.

Estudamos a Primeira Aparição: À Maria Madalena – Marcos 16:9-11.

A Segunda Aparição: Às Mullheres próximo ao Jardim do Túmulo – Mateus 28:5-10.

_A Terceira Aparição: Jesus Aparece aos Discípulos no Caminho de Emaús! – Lucas 24:13-35

A Quarta Aparição: Jesus Aparece a Pedro! – Lucas 24:34 e 1 Coríntios 15:4-5.

A Quinta Aparição: Jesus Aparece a 10 dos 11 Apóstolos! – Lucas 24:36-49; João 20:19-25.

A Sexta Aparição: Jesus Aparece a  11 apóstolos (Tomé Presente) – João 20:26-29.

 

Hoje vamos ter a bênção de ler estudar:

A SÉTIMA APARIÇÃO: JESUS APARECE A 7 APÓSTOLOS NUMA PRAIA DO MAR DA GALILÉIA!

Texto Sagrado: João 21:1-14

1   Depois disto manifestou-Se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-Se assim:

2   Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos Seus discípulos.

3   Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.

4   E, sendo já manhã, Jesus Se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.

5   Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-Lhe: Não.

6   E Ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.

7   Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar.

8   E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes.

9   Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão.

10   Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes.

11   Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede.

12   Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. E nenhum dos discípulos ousava perguntar-Lhe: Quem és Tu? Sabendo que era o Senhor.

13   Chegou, pois, Jesus, e tomou o pão, e deu-lhes e, semelhantemente o peixe.

14   E já era a terceira vez que Jesus Se manifestava aos Seus discípulos, depois de ter ressuscitado dentre os mortos.

 

Local: Uma praia no Mar da Galiléia, também chamado de Mar de Tiberíades, por ser a maior cidade do litoral daquele lago – Vs. 1. Há uma praia muito interessante no Mar da Galiléia que, segundo uma antiga tradição, foi lá que Jesus apareceu aos Seus discípulos. Eu já fui lá algumas vezes – e muitas pessas visitam, pois é excelente para meditar e orar.

 

Personagens: Conforme os versos 2 e 3, participaram sete discípulos: Pedro, Tomé, Natanael, João e Tiago (filhos de Zebedeu), e mais dois discípulos (sem citar seus nomes).

 

Tempo: O texto não descreve o dia da semana (até agora todas as outras aparições aconteceram no Domingo da Ressurreição e no Domingo subsequente).

 

Observações:

1 – Pedro decidiu: “Vou pescar!” E os outros foram com ele! – Vs. 3

Vamos lembrar que antes de entregar-Se para a crucificação (Mateus 26:32) e depois da ressurreição (Mateus 28:9-10), Jesus tinha marcado um encontro com Seus discípulos na Galiléia. Por isso, nesse texto, eles estão na Galiléia, no Norte de Israel.

Há muitas conjecturas para se descobrir o motivo de Pedro (e os discípulos também) voltar para a pescaria.

Alguns acham que era apenas a forma de ganhar o sustento momentaneamente, enquanto esperavam o aparecimento de Jesus conforme Ele tinha marcado.

Outros percebem aqui um recuo nas convicções dos apóstolos, pois Jesus os tinha chamado para segui-lO e tornarem-se Pescadores de Homens (Lucas 5:1-11).

Eu sou propenso a ficar com essa segunda opinião, pois o verbo usado pelo apóstolo João, na primeiro verbo da locução verbal “Vou pescar”, foi HUPÁGOU, que é bem mais forte do que simplesmente “ir”. João poderia ter usado o verbo ÁGOU (eu vou, simplesmente) que teria o sentido: Vou pescar! Mas, ao usar “hupágou” deu uma idéia de propósito, de um fim em si mesmo. Para ter uma idéia de como João usou esse verbo, estudar 6:67: “Quereis vós também ir (embora)?” (ACF e ARA: “retirar-vos”). Trata-se do mesmo verbo Ir (Hupágou), mas o sentido é mais do que apenas ir, é ir embora, retirar-se.

Talvez (trata-se de uma suposição) Pedro estivesse mesmo pensando em voltar a pescar, retornar à vida de antes! Essa sétima aparição lhe iria ensinar muitas coisas, como veremos a seguir!

 

2 –  Disse Jesus: Sem Mim nada podeis fazer! – João 15:5

Os versos 3 a 5 explicam:

”3  … Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.

4   E, sendo já manhã, Jesus Se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.

5   Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-Lhe: Não.”

Que lição! Experientes pescadores, noite toda pescando, conhecedores daquele mar, e nenhum resultado, nenhum peixe!

Jesus estava prestes de ensinar-lhes a grande lição: Como transformar o fracasso em sucesso!

 

3 – A Obediência ao SENHOR sempre traz bons resultados – Vs. 6-11

”6   E Ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.

7   Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar.

8   E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes.

9   Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão.

10   Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes.

11   Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede.//”

Eles estavam sendo sinceros, trabalharam com afinco, usaram todas as suas técnicas e experiências, mas nada deu certo. Ao voltarem-se para o centro da vontade de Deus, os frutos brotaram – e, mesmo que fossem muitos e além do esperado, nada se perdeu (as redes não se romperam)!

 

4 – Jesus é Deus das Surpresas! – Vs. 12-14

”12   Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. E nenhum dos discípulos ousava perguntar-Lhe: Quem és Tu? Sabendo que era o Senhor.

13   Chegou, pois, Jesus, e tomou o pão, e deu-lhes e, semelhantemente o peixe.

14   E já era a terceira vez que Jesus Se manifestava aos Seus discípulos, depois de ter ressuscitado dentre os mortos.”

1) Interessante que quando eles chegaram com os peixes, Jesus já tinha peixe assado e pão (vs. 9). Jesus não precisa de nosso trabalho, mas se compraz em usar Seus servos-amigos para a pregação da mensagem do Evangelho que salva!

2) Tudo indica que Jesus comeu pão e peixe com eles – o corpo glorificado, embora não precise de alimentos, pode comer!

3) O verso 14 diz que era a “terceira vez que Jesus Se manifestava aos Seus discípulos”. Sabemos que era a Sétima Aparição de Jesus (ver a lista acima), porém era a terceira vez que Ele aparecia exclusivamente aos Seus apóstolos (João 20:19-23 e 26-29).

Leave a Reply

Deseja receber nossas novidades?

É só cadastrar seu email para receber nossos informativos!