AS DEZ APARIÇÕES DE JESUS RESSURRETO

A NONA APARIÇÃO: A TIAGO, MEIO-IRMÃO DE JESUS

 

Estamos quase chegando ao fim da jornada que empreendemos: Pesquisar e estudar, em o Novo Testamento, as dez aparições de Jesus com o corpo ressurreto, durante os 40 dias, desde a Sua Ressurreição (no Domingo da Ressurreição) até o dia de Sua Ascenção ao Céu.

Estudamos a Primeira Aparição: À Maria Madalena – Marcos 16:9-11.

A Segunda Aparição: Às Mullheres próximo ao Jardim do Túmulo – Mateus 28:5-10.

_A Terceira Aparição: Jesus Aparece aos Discípulos no Caminho de Emaús! – Lucas 24:13-35

A Quarta Aparição: Jesus Aparece a Pedro! – Lucas 24:34 e 1 Coríntios 15:4-5.

A Quinta Aparição: Jesus Aparece a 10 dos 11 Apóstolos! – Lucas 24:36-49; João 20:19-25.

A Sexta Aparição: Jesus Aparece a 11 apóstolos (Tomé Presente) – João 20:26-29.

A Sétima Aparição: Jesus Aparece a 7apóstolos numa Praia do Mar da Galiléia! – João 21:1-14

A Oitava Aparição: Aos Apóstolos e mais de 500 Discípulos na Galiléia! – 1 Coríntios 15:6 e Mateus 28:16-20.

Nosso desafio de hoje é analisar:

A NONA APARIÇÃO: A TIAGO, MEIO-IRMÃO DE JESUS

 

Texto Sagrado: 1 Coríntios 5:7

“Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos.”

 

Tempo e Local da Aparição: Indeterminados.

 

Personagem: Tiago, meio-irmão de Jesus. Havia dois apóstolos com o nome de Tiago: O Tiago, filho de Zebedeu (irmão de João) e o Tiago, filho de Alfeu – ver Marcos 3:17-18. Como os dois eram apóstolos, e tinham sido mencionados na lista dos apóstolos que Paulo apresentou, em 1 Coríntios 15:4-7, fica claro que ele está se referindo a outro Tiago. Esse outro Tiago, mencionado nas Escrituras, é descrito como um importante discípulo que se tornou líder da igreja de Jerusalém (veremos isso em Atos 15:13-21) e também o autor da Epístola de Tiago.

 

Observações:

1 – Tiago, meio-irmão de Jesus.

O Novo Testamento apresenta os meio-irmãos de Jesus como não crendo nEle como o Messias de Israel, durante o Ministério de Jesus – João 7:3-5

“3   Disseram-Lhe, pois, Seus irmãos: Sai daqui, e vai para a Judéia, para que também os Teus discípulos vejam as obras que fazes.

4   Porque não há ninguém que procure ser conhecido que faça coisa alguma em oculto. Se fazes estas coisas, manifesta-Te ao mundo.

5   Porque nem mesmo Seus irmãos criam nEle.”

 

Contudo, quando chegamos no Livro de Atos dos Apóstolos, nos acontecimentos após a Ressurreição de Jesus e de Sua Ascensão ao Céu, encontramos os meio-irmãos de Jesus convertidos e perseverando na fé – Atos 1:9-14

“9   E, quando (Jesus) dizia isto, vendo-O eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-O a seus olhos.

10   E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto Ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.

11   Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.

12   Então voltaram para Jerusalém, do monte chamado das Oliveiras, o qual está perto de Jerusalém, à distância do caminho de um sábado.

13   E, entrando, subiram ao cenáculo, onde habitavam Pedro e Tiago, João e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, irmão de Tiago.

14   Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com os irmãos dEle.”

 

A descrição é bem clara dos que estavam obedecendo a ordem de Jesus para que não se ausentassem de Jerusalém até a vinda do Espírito Santo:

1) Os 11 apóstolos – Vs. 12 e 13.

2) As mulheres piedosas que tinham crido e serviam ao Senhor – Vs. 14A

3) Maria e os irmãos de Jesus – Vs. 15 (chamamos de meio-irmãos porque Jesus não teve a paternidade de José, como os outros tiveram).

A conclusão é que esses meio-irmãos de Jesus devem ter se convertido entre a Ressurreição e a Ascensão de Jesus, pois o apóstolo Paulo afirma que Jesus Cristo apareceu ressurreto a Tiago, um desses meio-irmãos de Jesus – 1 Coríntios 5:7.

 

2 – Mais sobre esse Tiago:

Esse Tiago é chamado de “o irmão do Senhor”, em Gálatas 1:9, e nenhuma vez é dito que ele era apóstolo.

Os Evangelhos citam seu nome entre os irmãos carnais de Jesus – Mateus 13:55

“Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas?” (ver também Marcos 6:3).

 

Assim, tal como todos os irmãos de Jesus, ele não creu nEle durante Sua vida na terra, revelavam despeito e antagonismo (João 7:3-8) e ficaram longe dEle sem compreender Quem Ele era e Sua missão:

“31   Chegaram, então, Seus irmãos e Sua mãe; e, estando fora, mandaram-nO chamar.

32   E a multidão estava assentada ao redor dEle, e disseram-Lhe: Eis que Tua mãe e Teus irmãos Te procuram, e estão lá fora.

33   E Ele lhes respondeu, dizendo: Quem é Minha mãe e Meus irmãos?

34   E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dEle, disse: Eis aqui Minha mãe e Meus irmãos.

35   Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é Meu irmão, e Minha irmã, e Minha mãe.”

Marcos 3:31-32:

 

E, como estavam presentes no grupo após a Ascensão de Jesus (Atos 1:14) e como Paulo diz que Jesus ressurreto apareceu a Tiago (1Coríntios 15:7), podemos chegar à conclusão que, após a ressurreição de Jesus, Tiago e todos seus irmãos se arrependeram, creram, e ajuntaram-se aos discípulos.

Tiago tornou-se o líder da assembleia em Jerusalém (Atos 12:17; 15:13; 21:18; Gálatas 1:19; 2:9,12).

 

3 – Tiago – a Bíblia e a História da Igreja

Tiago, o irmão de Jesus, filho de Maria e José, se tornou o líder da igreja de Jerusalém (ver Atos 15:13 e seguintes.) Este Tiago, também autor da epístola da Bíblia que eleva seu nome, foi um dos primeiros mártires da história da igreja. Homem de profunda piedade, escreveu a Epístola de Tiago, em que se intitulou apenas de “servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo” (Tiago 1:1). Na História do Cristianismo sua biografia ficou marcada por sua vida de oração (tinha o apelido de “Joelhos de Camelo”, devido aos calos que tinha nos joelhos de passar muitas horas ajoelhado em oração), e por sua morte como mártir.

O seu martírio foi contado por Eusébio, em seu livro História Eclesiástica, escrito entre os séculos III e IV.

 História Eclesiástica, Livro II, capítulo III:

[De como Tiago, chamado irmão do Senhor, sofreu o martírio]

1 –  Ao apelar Paulo a César e ser enviado por Festo à cidade de Roma, os judeus, frustrada a esperança que os induziu a conspirar contra ele, voltaram-se contra Tiago, o irmão do Senhor, a quem os apóstolos tinham confiado a liderança eclesiástica episcopal de Jerusalém. O que segue é o que ousaram fazer também contra ele.

2 –  Trouxeram-no, e diante de todo o povo pediram-lhe que renegasse a fé de Cristo. Mas quando ele, contra a vontade de todos, com voz livre e falando mais abertamente do que esperavam, diante de toda a multidão pôs-se a confessar que nosso Salvador e Senhor Jesus era filho de Deus, já não foram capazes de suportar mais o testemunho deste homem, justamente porque era considerado o mais justo de todos pelo grau de sabedoria e piedade a que havia chegado em sua vida, e mataram-no, aproveitando oportunamente a falta de governo, pois tendo Festo morrido na Judéia neste tempo, a administração do país ficou sem chefe e sem controle.

3 – O modo como ocorreu a morte de Tiago já foi esclarecido pelas palavras citadas de Clemente, que conta como o lançaram do pináculo do Templo e espancaram-no até matá-lo.

Leave a Reply

Deseja receber nossas novidades?

É só cadastrar seu email para receber nossos informativos!